Home Rubricas Maneiras

Maneiras

96
1

Mesa-de-JantarA hora do almoço já há muito se escoara, mas o amplo restaurante envidraçado do centro comercial estava ainda praticamente repleto. O jovem assomou à porta e entreabriu-a, voltando-se para trás, à procura do olhar aprovativo dos pais. A irmã, logo encostadinha a ele, espreitou para dentro. O braço comprido do pai estendeu-se por sobre as suas cabeças, empurrou a porta com firmeza e cedeu educadamente a entrada aos seus acompanhantes.

A senhora, mal tinha dado dois passos, voltou-se para ele e alvitrou: “não me parece, Manel”. O Manel empertigou-se e interrompeu-a logo ali: “vamos lá a ver, Maria do Rosário”, calcando no Ro-sá-rio em tom abespinhado, “este é o terceiro restaurante em que entramos, passa das duas e meia, estamos todos com fome e recuso-me a procurar mais! Vamos lá almoçar”, concluiu ele, em tom cordato, já arrependido da rispidez.

A senhora adentrou, amofinada, logo seguida dos filhos e do marido. O espaço, apesar de amplo, estava abafado e no ar enleavam-se os odores intensos de várias comidas. Desde que a família entrou na sala até ao momento em que, já sentados, aguardavam os pedidos, o narizinho fino da Maria do Rosário mantivera-se altivo e sulcado de pequenas rugas de reprovação, até que o Manel, sentado na sua frente, não mais conseguiu ignorá-lo. “Oiça, tem de ter paciência. A estas horas não temos muita escolha, pois não?” Alcançou-lhe a mão sobre a mesa e fez-lhe uma pequena carícia persuasiva.

A senhora respirou fundo, sacudiu os ombros e aliviou a crispação nasal. “Bem…”, cedeu, “se tem mesmo de ser…”, murmurou. Agarrou o guardanapo com a ponta dos dedos finos e começou a esfregar os talheres com vigor.  Depois olhou em volta, avaliando as outras mesas, onde almoçavam outras famílias.

Logo do lado esquerdo, um pai e uma mãe batalhavam para conquistar a atenção de três filhos, que encenavam uma batalha estrepitosa, matraqueando com a boca cheia sons de metralhas e mísseis, representados neste caso pelas batatas fritas, que trocavam de prato com a celeridade apropriada à peleja. Uma criança mais pequena girava desastrada à volta da mesa, rodopiando como um carrossel desembestado. A espaços, abandonava o circuito pateta para abalar à desfilada, de braços abertos por entre as mesas do restaurante.

“Está a ver isto?”, perguntou a Maria do Rosário com os olhos semicerrados e um esgar de desprezo no lábios finos. “Acha normal?”, continuou. “A que ponto chegámos! Que falta de educação! Repare nos modos destas crianças!” Baixou a voz e inclinou-se para a frente, esticando o pescoço alto: “que belo exemplo para os nossos, não acha?”

O Manel, comprometido pela responsabilidade da escolha, encolheu os ombros e enviou-lhe um sorriso forçado. Fez um gesto subtil com a cabeça na direcção dos filhos, que distraidamente jogavam nos ipads, e murmurou: “eles nem reparam, estão entretidos a jogar – e já não são nenhuns bebés, que diabo: já andam no liceu!”

Um grito mais estridente da criança da mesa ao lado fê-los estremecer de repúdio. Trocaram entre si um olhar cúmplice de superioridade. A senhora abanou a cabeça em sinal de reprovação e transferiu a sua atenção para a travessa à sua frente. Laboriosamente, preparou os pratos dos filhos: dividiu criteriosamente as porções de legumes e arroz, que dispôs em montinhos simétricos em cada um dos pratos. Depois, cortou cada um dos bifes em pequenos pedaços e arrumou-os harmoniosamente junto dos restantes alimentos. Colocou um dos pratos em frente do marido, ao outro puxou-o para si. Pegou no garfo e depenicou com elegância no prato à sua frente, transportou-o com cuidado até à boca do filho, que entreabriu os lábios e recebeu a comida sem afastar o olhar do ipad. O marido imitou-lhe os gestos e foi depositando na boca da filha delicadas garfadas de bife e arroz.

MC

Estendal

1 COMMENT

  1. Boas maneiras de estar à mesa, de nao se levantar antes de tempo, de comer com a boca fechada, não falar de boca cheia.

    Nao estar aos berros, etc………

    Bom falar-se AQUI nestes temas.

    Parabéns
    Augusto

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here