Home Escola Mais Uma Incoerência Da DGS Sobre O Distanciamento Social Nas Escolas

Mais Uma Incoerência Da DGS Sobre O Distanciamento Social Nas Escolas

7538
7

Como tenho referido, a DGS e a sua presidente não tranquilizam os portugueses. São asneiras atrás de asneiras, incoerências atrás de incoerências.

Todos estamos recordados da polémica relacionada com o distanciamento social de 1 metro nas salas de aula e o já famoso “se possível”.

DGS Reduz Distanciamento Social De 2 Para 1 Metro Nas Escolas. Isto É Falar Verdade Aos Portugueses?

Queixa Na Provedoria Da Justiça Sobre O Distanciamento De 1 Metro E A Expressão “Se Possível”

Pois bem, reparem no que diz a atualização das orientações para as creches:

Com base na evidência científica atual, este vírus transmite-se principalmente através de:
− Contacto direto: disseminação de gotículas respiratórias, produzidas quando uma
pessoa infetada tosse, espirra ou fala, que podem ser inaladas ou pousar na boca, nariz
ou olhos de pessoas que estão próximas (< 2 metros).
− Contacto indireto: contacto das mãos com uma superfície ou objeto contaminado com
SARS-CoV-2 e, em seguida, com a boca, nariz ou olhos

Deve ser maximizado o distanciamento físico entre as crianças quando estão em mesas,
berços e/ou espreguiçadeiras, o que pode ser garantido pelo cumprimento da distância de 1,5-2 metros, entre crianças, ou por outras medidas indicadas nos pontos seguintes (como por exemplo, na sesta).

Pelos vistos estar sentado lado a lado numa mesa, de alguma forma mágica, não contagia os alunos, até porque os olhos vão continuar destapados e o que não vai faltar é alunos a tocar nos ditos, nas máscaras, tirando e puxando as respetivas e sei lá mais o quê. Se é verdade que os mais novos não vão ter de usar máscara, não é intelectualmente honesto dar uma série de indicações de segurança promovendo ao mesmo tempo a proximidade. É tudo uma questão de coerência, neste caso de falta dela, e a DGS se quer ser levada a sério, não pode continuar a dizer hoje uma coisa e amanhã outra.

As recomendações para não utilizar a máscara, o dizer que o vírus não chegaria a Portugal, ou o péssimo “exemplo” de enfiar 4 pessoas num elevador minúsculo, onde se incluíam a Presidente da DGS e a Ministra da Saúde (sem máscara), entre outras paródias, deveriam ter sido suficientes. Mas não, a paródia continua e de forma interminável, tal como uma novela mexicana.

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?
Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [627.34 KB]

P.S – Se tiverem paciência, abram o link seguinte e vejam as atualizações da DGS e o distanciamento social que lá consta para a restante sociedade…

Atualização de Orientações sobre Climatização dos Espaços e Métodos de Pagamento

 

7 COMMENTS

  1. Em França já nem 1 metro é. Já não é preciso nada e as escolas vão abrir como em todos os anos passados. Lavar mãos, uso de máscara a partir dos 11 anos, arejar salas 3 vezes ao dia, limpar as mesas e pouco mais…
    Como nós somos ricos ainda queriam desdobrar as turmas. Enfim….

    • É triste e lamentável esta atitude da DGS.
      Vamos semear em Setembro e colher a 2a vaga de Covid em Outubro. E voltar todos a confinar quer Governo queira ou não. É triste porque vamos todos pagar.

  2. Como é possível?
    Então tantas regras/leis e os responsáveis não as cumprem.
    Ninguém fiscaliza o distanciamento social das esplanadas da rua da picaria esplanadas encostadas umas às outras.
    Não será tempo de responsabilizar os autarcas pelo licenciamento indevido?
    Estarei na linha da frente.

  3. Só escrevo isto tenho desgosto de ser portuguesa tenho vergonha deste país e destes políticos que se estão a c…pras pessoas

  4. Os outros fazem desta forma ou daquela. Como carneiros, nós vamos copiar o modelo. Andamos sempre a reboque.É a filosofia portuguesa. Parece que os políticos não conseguem tomar decisões de forma independente.
    Seria bom copiar os ordenados e o sistema de saúde de outros países da Europa. Ninguém se incomodaria com isso. Mas copiar o que é mau?
    Quando a doença tocar os filhos daqueles que tomam decisões irresponsáveis, talvez as coisas mudem…

  5. Os meus filhos no vao por os pes dentro das escola ate Eu ter a certeza que estao seguros acho que no deviam de expor as criancas a um Risco tao grande por mim e de certeza para milhares de Paris esta seria a melhor decisao a ser tomada

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here