Home Notícias Madeira Avança: Alunos Do 5ºAno Com Manuais Escolares Digitais

Madeira Avança: Alunos Do 5ºAno Com Manuais Escolares Digitais

392
1

Quando se toma uma decisão, devemos ponderar os prós e os contras. A abolição de manuais escolares tem benefícios evidentes:

  • redução da pegada ambiental
  • redução de custos
  • eliminação do peso excessivo nas mochilas dos alunos
  • acompanhamento da evolução tecnológica

Aqueles que persistem em apontar o dedo à tecnológica nas escolas, precisam de fazer este exercício e pesar os benefícios e prejuízos desta evolução. Subscrevo a ideia que as crianças em tenra idade precisam de rabiscar para assim aprenderem a desenhar, escrever, fazer contas e afins. Mas o manual pode e deve ser digital, as folhas vão continuar a existir e os rabiscos seguramente que vão continuar, pois o bom senso continuará a persistir na classe docente.

Uma boa medida, parabéns Madeira!

Partilho a notícia.


Todos os alunos do quinto ano de escolaridade na Região Autónoma da Madeira vão ter manuais digitais no próximo ano lectivo, anunciou esta quinta-feira o secretário da Educação do arquipélago.

“A todos os alunos que irão frequentar no próximo ano lectivo o 5.º ano na Madeira serão atribuídos manuais digitais, a todos sem excepção”, declarou Jorge Carvalho, durante o quarto e último debate do Estado da Região da legislatura, a decorrer na Assembleia Legislativa da Madeira e contou com a presença de todos os elementos do Governo Regional.

O governante madeirense informou que “todas as escolas da região aderiram aos manuais digitais”.

O Governo Regional tinha dado aos vários estabelecimentos escolares da Madeira o prazo de 31 de Maio para comunicarem à secretaria da Educação quantas turmas e alunos pretendiam utilizar este tipo de manuais no próximo ano lectivo.

O responsável argumentou que esta medida vai contribuir para “preparar uma geração digital” e “libertar as crianças do peso de carregarem manuais escolares”.

De acordo com Jorge Carvalho, com a introdução deste tipo de material digital, o executivo insular também “vai poupar 1,5 milhões de euros em folhas de papel e 14 mil manuais escolares”.

Indicou também que “66% dos alunos madeirenses estão cobertos por apoios de acção social escolar”.

“Estamos a preparar uma geração capaz e competente” que no futuro vai desempenhar funções cada vez mais relacionadas com as novas tecnologias.

De acordo com os dados da Secretaria Regional, esta medida vai beneficiar cerca de 2000 alunos na região.

Fonte: Público

1 COMMENT

  1. Uma medida péssima… Milhares de anos para um polegar oponível, para apurar o tato, uns minutos para um burocrata ignorar tudo isto… Perguntem o que digo a um neurologista, a um cientista sério… não de deslumbrem por écrans, de coisas que não passam de ferramentas… Pensem , pensem por um pouco, porque quereis tal coisa para os vossos filhos se os gurus da tecnologia do Vale do Silício as proíbem aos seus? Mais humanidade, menos tecnologia; mais conhecimento , menos tecnologia; mais ciência, menos tecnologia! Precisámos é de desligar os miúdos não é conectá-los para voltarmos a ser Humanos! Metem-vos o negócio dos biliões dentro das Escolas, o controle cada vez maior das vossas acções e nem pestanejais!!! Dizei-se que quereis crianças reflexivas, mas elas já nem olham as estrelas à noite para se interrogarem, nem vocês! Tendes os dias contados, criam-vos necessidades, tornam-vos fantoches úteis das grandes jogadas e vocês dobrai-vos e agradeceis… Há algo de negro, perigoso, em, movimento, e estais cegos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here