Home Rubricas Livro da Semana – Felicidade

Livro da Semana – Felicidade

93
0
Sem título
Quem é que nunca olhou para uma montra de uma livraria e se deparou com os mais diversos manuais de auto-ajuda? Os milagrosos livros que prometem revolucionar a nossa vida de uma forma simples, barata, rápida e indolor?! Há de tudo um pouco: livros para deixarmos de fumar, livros para percebermos como usar as beterrabas a nosso favor e chegar ao Verão com um corpo escultural…
Agora imaginem um livro que permitiria às pessoas perder peso, deixar de fumar, curar o vício do jogo, do alcoolismo, da toxicodependência, atingir o equilíbrio interior, ganhar dinheiro, melhorar a sua vida sexual, etc. … fazendo com que se tornassem mais auto-confiantes, altruístas, em paz e auto-suficientes? Sem esquecer que também poderiam melhorar a sua ortografia e a sua postura? E melhor ainda: imaginem que esse livro existia e realmente FUNCIONAVA?
Pois bem, é esta a premissa para a hilariante história que Will Ferguson nos apresenta em “Felicidade”!
O protagonista é Edwin de Valu, um jovem editor que simplesmente odeia a cidade onde vive, o seu patrão, os seus colegas (excepto a sua colega May por quem tem uma paixoneta), tem medo da sua mulher e não percebe como é que após tantas horas passadas no ginásio continua a ser “um saco de ossos”.
Contudo, a sua vida está prestes a mudar, ou melhor, TODO O MUNDO está prestes a mudar quando num dia não muito especial vai parar às mãos de Edwin um manuscrito de um desconhecido autor – Tupak Soiree – intitulado: “O que aprendi na montanha”. A primeira reacção de Edwin é lançá-lo para o lixo mas quis o destino (ou melhor, a pressão do odiado patrão para apresentar algum livro para publicação num tempo recorde) que o livro acabasse por ser publicado.
E é assim que o fim do mundo começa, quando este livro de mais de mil páginas, cheio de erros de gramática e sem qualquer ponta de credibilidade se torna no melhor best-seller de sempre e as pessoas decidem começar a viver seguindo os seus princípios “à risca”.
Foi completamente por acaso que comprei este livro (uma vez que nunca tinha ouvido falar nem do livro nem do autor) quando numa feira do livro me deparei com ele a um preço verdadeiramente apetecível. E ainda bem que o fiz, pois simplesmente adorei esta história! Will Ferguson apresenta-nos, com um humor sarcástico, uma divertidíssima história que faz o leitor rir do início ao fim; com uma escrita muito agradável e uma imaginação, no mínimo, muito fértil. Mas o que torna este livro ainda mais interessante é o facto de, no meio de piadas e caricatas situações, o autor conseguir fazer uma dura crítica à sociedade ocidental e à sua obsessão pela felicidade. Desta forma, aquilo que começou por ser uma história de puro entretenimento acaba por se tornar em algo que nos desafia a pensar sobre várias situações do dia-a-dia…
Numa altura em que, mais do que nunca, todos almejam pela pílula da felicidade, é interessante ler um livro que pega neste tema e o aborda de um ponto de vista sarcástico, humorístico mas, acima de tudo, inteligente.
Sem dúvida, é um livro que vale a pena ler.
Baseado no texto original disponível em: http://flamesmr.blogspot.pt/2010/11/livro-felicidade.html
Por Mariana Oliveira

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here