Home Escola Livro da Semana (extra) – Memórias da grande marcha dos professores

Livro da Semana (extra) – Memórias da grande marcha dos professores

105
1

Foi épico, estive lá e nunca mais me vou esquecer. Lembro-me dos helicópteros a passar, dos colegas a gritar, já somos 80 mil! já somos 90 mil! 100 MIL, JÁ SOMOS 100 MIL!!! Memorável!

Tenho saudades desse tempo, e é triste que uma união nunca antes vista tenha surgido de sentimentos de raiva, revolta e frustração. Maria de Lurdes Rodrigues ficará na história como a Ministra que uniu os professores. Uma classe que curiosamente é cooperativista mas pouco unida, um contrassenso mas é o que temos…

Uma palavra a Paulo Guinote, não lhe chamo D. Quixote pois a sua lucidez é incontestável. Mas é um dos que luta incessantemente pela educação em Portugal, de forma livre, autónoma e independente. O livro que hoje é apresentado será uma bandeira da união docente, um marco da nossa capacidade de defendermos a escola, a nossa escola e que hoje está derrubada “domesticada” por ideais monetários.

Um bem haja Paulo e que continues a ser uma referência no meio educativo.

Memórias da Grande Marcha dos Professores

 

Sinopse
08/03/08 – GUINOTE, PAULO JORGE ALVES
Memórias da grande marcha dos professores

O que ficou de um dia que uniu toda uma classe.

No dia 8 de Março de 2008 realizou-se em Lisboa aquela que se pode considerar a maior manifestação de uma classe profissional em Portugal em tempos de Democracia. Em simultâneo, foi o primeiro grande momento de contestação social dos tempos digitais, em que se ultrapassaram os métodos tradicionais de mobilização e se recorreu a todo um novo conjunto de plataformas de comunicação à distância, desde SMS a redes sociais, da circulação de inúmeros emails a debates na blogosfera. Da rotunda do Marquês de Pombal à Praça do Comércio desfilou uma multidão calculada em 100 000 pessoas.
Este livro recupera e ilustra esse dia e tudo o que o envolveu, a partir do testemunho de dezenas de participantes e observadores dessa grande marcha, cruzando o olhar de manifestantes e jornalistas e lembrando muito do que se escreveu e disse na comunicação social, em confronto com o que era escrito e produzido em termos gráficos no que se convencionou designar como blogosfera docente.

– See more at: http://www.leyaonline.com/pt/livros/biografias-memorias/08-03-08/#sthash.ESRyVhCv.dpuf

1 COMMENT

  1. Muito bom senso e conteúdo o que Paulo Guinote sempre escreve.

    E nunca se deixou levar pelo Sindicalismo do Contra pelo Contra e sempre e só do Contra que existe no nosso País, não quer mudar- não sabe, não consegue – , e que nada resolve….basta ver o estado a que chegou o Ensino a Educação, o Civismo….

    Leia-se a mais recente entrevista de Paulo Guinote ao Expresso!

    E Pais e Mães têm culpa, mas Professores também, , para alem de que tantos, tantos são Pais e Mães….e???? estes são excecionais????????????????????????????

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here