Home Editorial Lembrem-se… Há Pais Que Estão Ao Lado Dos Alunos A Ouvir Tudo...

Lembrem-se… Há Pais Que Estão Ao Lado Dos Alunos A Ouvir Tudo O Que O Professor Diz

12452
3

Se for retirado um excerto do que um professor diz em sala de aula e se este for transmitido a alguém externo, pode, em determinados casos, levar a deduções erradas pois não inclui o contexto e toda a dinâmica social de estar à frente de uma turma.

Quem é professor sabe que numa sala de aula, não se dá apenas matéria, gere-se personalidades, num “combate” que por vezes obriga a tomadas de decisão mais vincadas. Se os pais estão a subir pelas paredes por estarem com os seus filhos em casa, imaginem o que será ter 30 numa sala de aula…

O facto de as aulas estarem a entrar dentro da casa dos alunos e também dos professores, tornam todos muito mais expostos ao escrutínio dos encarregados de educação.

É verdade que ninguém é perfeito e professor que é professor já errou, fez e disse algo que se arrependeu mais tarde (culpado!). O ensino à distância eliminou os intermediários alunos, e o julgamento está mesmo ali ao lado, na sombra, ansioso por tirar as medidas a este ou aquele professor que, com ou sem razão, não caiu nas boas graças dos encarregados de educação.

Basta uma simples pesquisa na internet para encontrar gravadores de tela que irão guardar todo e qualquer erro cometido e que poderão ser utilizados contra quem ensina, se do outro lado não existir bom senso. E nem quero pensar em partilhas pelas redes sociais…

Vamos imaginar o caso de um professor que não se sente à vontade com este sistema de ensino e mete os pés pelas mãos, ou até mesmo um professor que se exaltou com as constantes conversas dos alunos ou piadas de mau tom, levando-o a um desabafo mais infeliz. Aquilo que é algo banal numa sala de aula e morre ali, pode tornar-se num incómodo muito sério no futuro.

Claro que o ensino à distância é também uma excelente oportunidade para os pais constatarem a capacidade de trabalho e de retórica de muitos professores e a empatia que estes criam com os seus alunos. Veja-se o caso de Nuno Markl que no seu instagram deixou esta bela homenagem:

Estou de um lado da mesa a trabalhar no meu argumento enquanto, do outro, o Pedro está a ter uma aula de História. Vou ouvindo o que se passa ali (ele hoje já teve três aulas) e estou maravilhado com a maneira como as professoras dele estão a conseguir fazer isto funcionar. Matéria está a ser dada, exercícios estão a ser feitos, perguntas estão a ser respondidas. É notável a adaptação a esta situação tão nova. Permitam-me por isso a homenagem aos professores – não apenas os do Pedro, que hoje me deixaram mais tranquilo com o rumo dos próximos tempos do ano escolar, mas todos os que, por estes dias, estão a contornar este gigante obstáculo para fazer a vida dos miúdos andar para a frente.

São tempos atípicos e sem rede de segurança. O “santuário” da sala de aula deixou de ser exclusivo a alunos e professores, como tal é preciso ter cuidado, nunca sabemos quem está do outro lado e com que intuito. Não é para alarmar, até porque tenho uma boa imagem do corpo docente e das suas capacidades, mas fica o lembrete, pois numa turma de 20, podem afinal estar 30 ou 40 presentes…

Alexandre Henriques

 

3 COMMENTS

  1. Aaaa so estão a lembra-se disso agora?
    Uma das razões entre muitas mais que me faz recusar dar aulas por videoconferência. Só Moodle e acabou.

  2. O que é mau também e aconteceu comigo ontem, no meio de uma aula de 1.º ano, ouvimos uma discussão entre pais e um valente palavrão. É só comédias. Só falta mesmo é assistir a violência doméstica. Mas ainda agora começou e as pessoas com o hábito vão naturalmente ficar mais descuidadas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here