Home Escola Já é possível avaliar em tempo quase real os casos de covid...

Já é possível avaliar em tempo quase real os casos de covid nas escolas

2911
1

Oito meses depois do confinamento, finalmente nasceu uma plataforma oficial para que sejam registados os casos de covid-19 nas escolas. É uma boa notícia, mas não consigo compreender como foi possível esperar tantos meses por algo tão simples, que nem carece de um especialista informática para montar.

Agora não se esqueçam de divulgar os resultados, para assim deixarmos listas não oficiais de parte, que apesar do esforço, não conseguem acompanhar a realidade.

Fica a informação que chegou às escolas.


Exmo. Senhor Diretor / Presidente de CAP

Com vista à simplificação do processo de comunicação de casos COVID-19, foi desenvolvida uma plataforma para a monitorização da situação epidemiológica em ambiente escolar, com o objetivo de que a Escola Pública possa cumprir e prosseguir com a sua missão, continuando a construir ambientes de confiança, estabilidade e segurança.

A plataforma prevê o preenchimento de informação relativa a três situações distintas:
1. Identificação de casos positivos para COVID-19 e casos de quarentena (isolamento profilático) decorrentes de contactos de risco, determinados e comunicados pelas Autoridades de Saúde;
2. Identificação de casos positivos já recuperados;
3. Identificação do número de alunos beneficiários das medidas previstas no Despacho n.º 8553-A/2020, de 4 de setembro.

O link de acesso à plataforma é o seguinte:

http://dsrn.dgeste.mec.pt/CasosCovid

As credenciais de acesso para os AE/ENA são o código e palavra-chave da DGEEC.

Na própria plataforma irão encontrar um endereço eletrónico que pode ser utilizado para apoio técnico.

A partir do dia 5 de novembro de 2020, quinta-feira, toda a informação acima identificada passa a ser inserida nesta plataforma, deixando de ser necessária a sua comunicação à respetiva Direção de Serviços Regional, por e-mail.

 

Aproveitamos para recordar que todas as ações a encetar, neste contexto, pelos AE/ENA, deverão estar em consonância com o preceituado na Resolução do Conselho de Ministros n.º 53-D/2020, de 20 de julho, e seguir as orientações emanadas no Referencial Escolas – Controlo da transmissão de COVID-19 em contexto escolar, da Direção-Geral da Saúde.

Face ao que antecede, importa salientar que a direção do estabelecimento de ensino, para proceder à transição entre regimes de ensino e aprendizagem (presencial, misto e não presencial), decorrente das decisões das Autoridades de Saúde locais, regionais e nacional, deve solicitar autorização à Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, através da respetiva Direção de Serviços.”

Com os melhores cumprimentos,

João Miguel Gonçalves

Diretor-Geral dos Estabelecimentos Escolares

1 COMMENT

  1. Vcs ainda acreditam na fiabilidade ndessess dados ? Eheheheh é só rir.
    Para mim acabou, podem anunciar 5 casos ou 5 milhões para mim é o mesmo. Não acredito mais neste governo.
    São mentiras atrás de mentiras, tudo para justificar a incompetência e o não querer gastar €€€ nesta pandemia.
    Basta…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here