Início Rubricas ILC… Acabem lá com este disparate!!!

ILC… Acabem lá com este disparate!!!

1545
1

Anda a circular por aí uma Iniciativa e dizem os entendidos, que não se percebe nem porquê nem para quê. Pelos vistos, alguns professores, feitos chicos-espertos, completamente desocupados e a precisar de atenção resolveram acabar com a tranquilidade da classe docente e criaram um projeto-lei para exigir a contagem integral do tempo de serviço. Um completo disparate, despropositado, precipitado e desnecessário. Ora vamos lá pôr os pontos nos “ii”. Vivemos em Democracia há meia dúzia de dias e há já quem pense que pode reivindicar por tudo e por nada. É ridículo pôr-se em risco séculos de feudalismo e décadas de Ditadura. A nós cabe-nos executar as tarefas para as quais temos competências. Já basta termos que pensar nos que não comem, não dormem, não se lavam, em todos os problemas económicos, sociais e psicológicos dos nossos alunos, resolver problemas técnicos de material e arranjar formas cativantes dos ensinar, e agora pedem-nos, que resolvamos os nossos próprios problemas. Só podem estar a brincar.

Primeiro, seria de um egocentrismo impar, nem estamos assim tão mal. Seria muito errado que o Estado cobrasse as dívidas milionárias a determinadas empresas, deixasse de resgatar a banca, de financiar as PPP, as comissões, as fundações e diminuísse as regalias dos deputados, para valorizar o trabalho que há muito nos habituamos a fazer.

Segundo, agora com esta coisa da flexibilização e da cidadania, os nossos alunos vão aprender a obedecer e perceber quem manda, vão-se acabar os insultos e as agressões, logo era de mau tom dar-lhes este péssimo exemplo, que aprendessem a pensar e a reivindicar.

Terceiro, a responsabilidade de resolver os problemas não é nossa. O governo, o ME e os representantes sindicais é que são especialistas, percebem destas coisas da lei e até está a correr bem. É verdade que o artigo 19º da Lei do Orçamento não fala na reposição integral de todo o serviço, mas está lá a intenção e as negociações até estão a correr bem. Até agora não tínhamos nada, ao fim de cinco meses, já conseguimos uma proposta de 2 anos, 9 meses e 14 dias, daqui a algum tempo, oferecem-nos mais qualquer coisinha, e acredito que o nosso voto, nos possa render mais um acerto na campanha para as próximas legislativas. Resolvemos este problema nestas eleições e daqui a 4 anos podemos negociar outro. Roma e Pavia, não se fizeram num só dia.

Quarto, ninguém vos pediu nada. Muitos colegas não precisam, o que ganham chega-lhes. Os que se queixam que pagam duas casas, têm bom remédio, vendam uma, ou aluguem um quarto com beliches. Quem se queixa do combustível, dos pneus e das portagens, comece andar de transportes públicos. Para falar com a mulher e os filhos façam-no pela internet. Os que estão perto da reforma, ganham bastante bem, não precisam do tempo de serviço. Estão insatisfeitos, podem sempre deixar o ensino e emigrar. O tempo e energia que nos restam, não são para aturar estas lamechices, mas para trocar uns “galhardetes” com os colegas.

Por último, não sei se os colegas que promoveram esta iniciativa repararam, mas a nossa imagem na comunicação social melhorou. Como nos mantivemos serenos e ordeiros, perceberam perfeitamente que não somos uma classe de privilegiados incompetentes, que é mentira que fomos maus alunos no secundário, que pagámos o nosso material para trabalhar e não precisamos de qualquer suborno de editoras, que somos cidadãos exemplares, que sabemos cumprir bem ordens e ter espírito de sacrifício, para o bem da Nação. Estava tudo na pacatez da sua vida e vieram vocês para aí com essas ideias da treta, que é preciso cada um lutar por si, com essas ladainhas da igualdade e equidade. Acabem lá com esse disparate…Deixem a malta trabalhar em paz!

Cassilda Coimbra

Iniciativa Legislativa de Cidadãos para Recuperar Todo o Tempo de Serviço Docente

COMPARTILHE

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here