Home Notícias Há 250 professores em risco para a covid-19 que meteram declaração médica

Há 250 professores em risco para a covid-19 que meteram declaração médica

607
0

Só? Tendo em conta as notícias e o impacto do assunto, sinceramente pensei que fossem mais. Foi por causa de 0.25% dos professores que o Ministério da Educação vedou a hipótese do teletrabalho?

Fica a notícia.


Desde o início do mês de Setembro, deram entrada na Direcção-Geral da Administração Escolar (DGAE) 250 pedidos de substituição de professores, mediante declaração médica e recorrendo ao regime excepcional de protecção ao trabalhador.

Os dados foram enviados ao PÚBLICO pelo Ministério da Educação: “De acordo com a DGAE, desde o início do mês, deram entrada 250 pedidos de substituição com declaração médica recorrendo ao regime excepcional de protecção, segundo o DL n.º 10-A/2020.”

Trata-se de um regime excepcional de protecção a trabalhadores em grupos de risco, no contexto da pandemia. Neste caso, em causa estão docentes nessa situação que, por questões de saúde, decidiram não estar presencialmente na sala de aula, depois de lhes ter sido vedada a hipótese de teletrabalho.

No entanto, estes professores também podem apresentar um atestado médico, um instrumento diferente, o que significa que poderá haver mais docentes em risco fora das escolas. No caso da declaração médica, o vencimento só é garantido por 30 dias.

Fonte: Público

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here