Home Notícias Há 23 surtos de Covid-19 nas escolas, revela DGS

Há 23 surtos de Covid-19 nas escolas, revela DGS

701
0

Em Lisboa e Vale do Tejo registam-se 12. “Há familiares doentes e parece que a transmissão ocorreu mais dos familiares para as crianças do que ao contrário. Noutras vezes os casos positivos são funcionários e, portanto, vêm da comunidade”, explicou a diretora geral de Saúde.

A diretora geral de Saúde disse esta quarta-feira que há, neste momento, 23 surtos de Covid-19 nas escolas em Portugal, com 136 casos de infeção entre alunos, professores e funcionários. O maior foco destes contágios encontra-se na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se contabilizam doze, seguindo-se sete no Norte, três no Centro e um no Algarve.

“Relativamente ao impacto que terá havido da abertura das escola na difusão da epidemia, ainda não é claro. O que se encontra nos inquéritos epidemiológicos muitas vezes é que há familiares doentes e parece que a transmissão ocorreu mais dos familiares para as crianças do que ao contrário. Noutras vezes os casos positivos são funcionários e, portanto, vêm da comunidade”, afirmou Graça Freitas, em conferência de imprensa.

A responsável da Direção-Geral da Saúde (DGS) considera que a situação, na generalidade do país, está controlada. Graça Freitas reforçou ainda a ideia de que “quanto mais organizada por bolhas, por setores, por aulas a escola estiver mais fácil é manter os alunos na escola e enviar para vigilância em domicilio o mínimo possível de pessoas”. “Apelo às escolas que segreguem ao máximo os alunos e as suas atividades para que, se houver um caso não tenham que ir todos para casa”, referiu, em declarações aos jornalistas.

Desde o início da pandemia, Portugal regista um total de 81.256 casos confirmados de Covid-19, sendo que se contabilizaram mais 944 nas últimas 24 horas, segundo o mais recente boletim epidemiológico da DGS. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 2.040 pessoas, o que corresponde a mais oito óbitos mortais em relação a ontem.

Fonte: Jornal Económico

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here