Home Notícias Greve aos TPC já! Ou não…

Greve aos TPC já! Ou não…

129
0

mario-balsaO tempo é estruturante para a vida humana. Definir o que fazemos com ele é definir o que somos e seremos.

“Mens sana in corpore sano” (Juvenal).

A ocupação do tempo pode ser auto imposta, através da consciência que o indivíduo tem de que o tempo precioso de que dispõe tem de ser utilizado numa determinada área para alcançar um determinado objetivo. Ou imposta por terceiros, alguém nos diz que temos de ocupar o nosso tempo a fazer algo, caso contrário sofreremos algum tipo de sanção.

É com a consciência desta importância central que acredito que qualquer professor ou encarregado de educação devem abordar a questão dos trabalhos de casa.

Faço já uma declaração de interesses. Raramente (muito raramente) envio trabalhos de casa.

Quando o professor envia todos os dias trabalhos para o aluno fazer em casa tem de ter a consciência das horas a que o aluno sai da escola e quantas horas lá passa dentro. Quanto tempo vai ocupar a execução dos trabalhos enviados e pensar que outros colegas farão o mesmo. Mas acima de tudo ter consciência que esse tempo que estamos a exigir para nós é importante para estar com a família e amigos e que estamos a privar os nossos alunos de uma parte fundamental das suas vidas.

Os TPC são uma medida importante que deve ser valorizada e utilizada. No entanto não podem ser a regra. Enquanto ferramenta excecional de consolidação das aprendizagens são uma vantagem, enquanto medida de ocupação de tempos livres são terríveis para os alunos, para a família e para o sentimento que os alunos nutrem pela escola.

Quem é mestre na arte de viver distingue pouco entre o trabalho e o tempo livre (De Masi).

Quando as coisas são, de alguma forma, impostas o gosto perde-se necessitando a pessoa de uma maturidade muito grande para o voltar a encontrar. Terão as nossas crianças essa maturidade?

Veja aqui o artigo:

Pais de alunos em Espanha iniciam greve de um mês aos trabalhos de casa

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here