Home Editorial FIM

FIM

5565
36

A vida é assim, feita de ciclos. O ComRegras foi um espaço que nasceu com o intuito de alertar para os problemas disciplinares, que apresentou soluções, que lutou por essas soluções, que cresceu com a argumentação sobre inúmeros assuntos, que deu voz a muitos docentes, não docentes, pais e alunos. Foi o impulsionador de ideias como a ILC, um marco na Educação em Portugal, apoiou e participou em inúmeras iniciativas relevantes, tornou-se um espaço respeitado e influente no panorama educativo, sendo seguido por muitos e dos mais diferentes quadrantes educativos. O ComRegras começou irreverente, diferente e afirmou-se pela inovação e pluralidade de opiniões. O fim do ComRegras está relacionado exatamente com isso – ao fim de 6 anos, está tudo escrito, dito e a vontade para me sentar em frente ao computador, e voltar a reescrever o que já antes escrevi, desapareceu e tornou-se um “castigo” diário.

Os mesmos erros permanecem, os mesmos problemas também e não vejo vontade em mudar o que precisa de ser mudado. Com o passar do tempo, passei a tratar o ComRegras como uma obrigação, um picar de ponto, algo impensável quando comecei, onde perdia horas a magicar o que fazer de diferente, o que escrever, o que criar…

Foi por isso que o ComRegras tornou-se, nestes últimos tempos, pouco mais de um mero agregador de notícias que, apesar de importantes para manter os seus leitores informados, na minha opinião, não deve ser a essência de um blogue. Sondagens, entrevistas, reflexões, propostas, sentido crítico e muito mais, o ComRegras foi isso tudo, mas assumo que esse brilho já só surgia como a exceção e não a norma. Nos últimos meses, senti também que a minha escrita estava muito mais negra, contaminada, fruto de anos em que nos apercebemos como é que as coisas funcionam e sabemos as oportunidades que existiram e que simplesmente foram atiradas para o caixote do lixo e que tão bem iriam fazer à Educação. Percebemos que nem todas as pessoas andam nisto pela Educação, mas para proveito próprio ou para proteger interesses de terceiros…

Provavelmente, alguns repararam, mas nestas últimas semanas afastei-me do ComRegras para refletir sobre o seu rumo, se valeria a pena mantê-lo até com outras pessoas, ou com as mesmas a quem muito agradeço o apoio dado. Só que não consigo, foram muitos anos de dedicação, foram muitos anos em que as pessoas casaram o ComRegras à minha pessoa e mudar isso tudo era como se estivesse a trair quem segue o ComRegras desde o início e que também são responsáveis pela afirmação de um blogue que se tornou uma referência nacional. Para as más línguas, que sei que existem, fiquem descansadas, não vou nem fui convidado para nenhum cargo, nem estou interessado em nenhum cargo. Cheguei pai e professor, saio pai e professor, com a mesma independência, liberdade e consciência tranquila pois a minha voz foi só minha e que nunca fui cartilheiro de nada, nem de ninguém.

Por fim, um agradecimento a todos os que colaboraram nesta casa e foram muitos e por isso não vou referir nomes pois sei que me iria esquecer de algum.

Quero ainda agradecer a amabilidade e as amizades que nasceram com este novo espaço, algumas mesmo que só digitalmente, mas que nasceram e foram frutificando com este ComRegras e, deixem-me que vos diga, há gente muito boa na blogosfera e que anda nisto mais por amor à camisola do que por outra coisa qualquer. Foi sem dúvida um prazer e o melhor que tiro de toda esta experiência. Sem rancores, sem mágoas, com orgulho pelo trabalho feito, mas com alguma tristeza, confesso, chega ao fim esta loucura que foi ver um professor de Educação Física tornar-se blogger durante tanto tempo.

O ComRegras nunca irá desaparecer do meu coração e o futuro a Deus pertence.

Até um dia, beijos e abraços 😉

Alexandre Henriques

36 COMMENTS

  1. Um grande abraço Alexandre pelo apoio, pela oportunidade e verdade das mensagens, pela crítica atenta e por nos fazeres recordar que é preciso continuar a lutar…

    Laura Coito

  2. A sério? Estás a encerrar o espaço?
    Fico triste, por perder um dos meus espaços de referência ☹
    Lá terás as tuas razões.
    Obrigada por estes anos, opiniões e partilhas.
    Abraço.

  3. Felicidades é o que lhes desejo.
    Pela minha partes um agradecimento por tudo. Lia sempre, com entusiasmo, o que iam publicando. Quero, ainda, que saibam que os compreendo muito bem.

  4. Saber sair, na hora certa, é um desafio que muito poucos estão dispostos a enfrentar. Basta olhar à nossa volta para o perceber.
    Parabéns pelo trabalho desenvolvido, pelo espírito crítico, sentido de responsabilidade e cultura democrática que que sempre demonstrou. Parabéns!
    Foi para mim um prazer acompanhar este blog, que aprendi a respeitar e, mais uma vez, mostra estar à altura. Como diz, tudo na vida é transitório e talvez seja exatamente isso que lhe dá brilho.
    Felicidades e muita saúde.

  5. Sempre acompanhei, li e segui o Blog ComRegras.
    Sempre reconheci neste espaço a sua pluralidade de análise do sistema educativo, muito para além do informativo.
    Para iniciar e manter um espaço como este, nem imagino, o investimento do seu autor, e da sua equipa, ao longo dos anos.
    Agradeço ao seu autor e equipa o contributo que este blog teve no meu desenvolvimento pessoal e profissional.
    Obrigado

  6. Compreendo, mas lamento. A blogosfera docente fica hoje mais pobre com o fecho do ComRegras.
    Espero que não seja o fim. Espero que seja mais um “Até um Dia”!
    Eu continuarei por aqui até me saturar.
    De resto, pelo outro lado, podes continuar a contar comigo para o que precisares.
    Beijo enorme e fica bem, Alexandre Henriques!

  7. Não o conheço mas permita-me um comentário. Sem querer ofender e sem pretender ter razão.
    O COmRegras começou bem. Com um espaço definido e um objetivo concreto. Progressivamente foi-se deixando envolver por outros interesses. Deixou o seu espaço, tornou-se mais um do grupo dos “blogueiros” com outros interesses ( políticos, partidários, sindicais e comerciais). E esse é outro mundo, onde se seguem outras regras. ( é uma opinião pessoal)
    Espero que encontre um espaço onde continue a desenvolver o seu projeto

  8. Obrigada pela partilha. Foi bom enquanto durou. Para mim foi extremamente útil. Desejo bom descanso e novos desafios.

  9. Olá Colega. Não questiono, de todo, os motivos. São, não tenho a menor dúvida, legítimos. Mas lamento a perda de um espaço sério e isento de partilha de opiniões e contributos. Agradeço o trabalho desenvolvido em prol dos nossos direitos e interesses e desejo as maiores felicidades. E, quem sabe, até um dia! Votos de boa saúde entretanto.

  10. Como colaborador regular do ComRegras, é claro que lamento o fim deste espaço que, pela diversidade, pluralidade e dinamismo, se tornou uma marca na chamada blogosfera docente.

    Valorizo e não posso deixar de destacar o excelente trabalho do Alexandre Henriques, congregando e motivando todos aqueles que aqui colaboraram, uma equipa a que gostei de pertencer. Um espaço de referência na luta pela qualidade do ensino e da escola pública e pela dignificação da profissão docente.

    Mas é claro que tudo tem o seu fim e, perante as razões de peso que o Alexandre apresenta neste derradeiro post, só há que respeitar uma decisão que foi certamente muito ponderada.

    No entanto, se na blogosfera os projectos não são eternos, os adeuses também não são definitivos. O bichinho de ler, escrever e partilhar é ainda mais forte e persistente do que o danado do covid, e certamente nos iremos encontrando, todos os que por aqui fomos passando, noutros espaços e noutras lutas.

    Um grande abraço ao Alexandre e a todos os colaboradores e leitores do ComRegras.

  11. Já estava habituada a ir aos mails do Contra Regras ver a opinião sobre algum assunto, ou eram esses que me alertavam para alguma situação.
    Agradeço toda a dedicação que deu ao Blog, que deu aos professores.
    Um beijinho e bom descanso.

  12. O ComRegras é uma das autoridades no nosso mundo profissional!
    Estou um tanto incrédula.
    As razões são compreensíveis, porém este adeus causa tristeza.
    Muito grata pelo contributo inestimável que trouxe à luta e à reflexão tão necessária numa profissão como esta.

  13. Em tempos de despedidas, reconheço como este espaço já faz parte da minha rotina. Sentia que ia encontrar algum assunto que de alguma forma vinha ao encontro das minhas dúvidas e ideias que a timidez muitas vezes impede expressar! Obrigada e desejo que um próximo projeto o volte a apaixonar. Sim, parece que David sai derrotado deste duelo com os Golias da educação portuguesa, mas acredito que a sua incapacidade de se calar ante a injustiça, não o vai deixar muito tempo desalentado! Força! Obrigada pelo excelente trabalho que desenvolveu!

  14. Obrigado e parabéns pelo projeto. Além de informativo, inconformado, atento, este espaço já fazia parte cá da casa. Reitero o meu obrigado e que venha o próximo projeto-bytes na defesa da Educação.

  15. Nao concordo nada que acabe … ComRegras, q tratei algumas vezes de SemRegras 😉, é uma companhia educativa que todos nos habituamos a ler diariamente… Espero sinceramente q volte … (se for possivel com mais independencia, enquadramento e profundidade sobre os assuntos tratados). Obrigado

  16. Colaborei alguns meses com entusiasmo no ComRegras, e nos momentos difíceis contei sempre com uma palavra amiga do Alexandre. Era o único blog que seguia através do wordpress, pelo que apagarei hoje mesmo a seção..
    Abraço

  17. Bem haja, Alexandre Henriques!
    Faça-nos chegar, de alguma forma, a sua ética, isenção, independência e amor genuíno à causa da Educação!
    Fazem-nos tanta falta!

  18. A minha gratidão pelo esforço de dedicação à nobre causa da educação. Desejo as maiores felicidades para o futuro.

  19. É com uma sensação de vazio que escrevo estas palavras. Desde o momento em que li o primeiro post fiquei cativado. A minha caixa de emails vai ficar mais pobre e uma das minhas rotinas preferidas vai desaparecer: ler o ComRegras! No entanto, tal magia só o poderá ser se o seu mentor assim o sentir. Compreendo, lamento e espero que o futuro te traga de volta Alexandre! Um até sempre. Um abraço amigo.

  20. Lamento o encerramento do blogue, mas compreendo as razões apontadas.
    Muito obrigado, colega Alexandre, e votos de sucessos pessoais e profissionais! Até sempre.

  21. Lamento a desistência mas compreendo-a. Este espaço vai fazer muita falta. Era o ombro de muitos professores. Obrigada pelo tempo e trabalho disponibilizados e bom passo em frente
    .

    “Dai-me força para mudar o que pode ser mudado…
    Serenidade para aceitar o que não pode ser mudado…
    E sabedoria para distinguir uma coisa da outra”

  22. Foi com muita pena que soube agora do fim do Com Regras, para mim um espaço de referência durante os últimos anos, no que diz respeito ao intrincado universo da educação e dos professores. Muito obrigada pelas publicações pertinentes, interessantes e capazes de me “prenderem” a atenção como poucas das outras que por aí se vão vendo. Compreendo as razões e só posso aceitar a decisão tomada.

  23. Alexandre!

    Fiquei triste. Mas, compreendo o desgaste em termos pessoais. Possa ser que volte mais tarde com outro espaço? Como fez o colega Guinote? Fico com esperança. Faz-nos muita falta! Fez-me companhia diária desde que começou…. Fica um vazio…

    Desejo-lhe as maiores felicidades e muita saúde!

    Espero que “Até breve”!

    Manuel Fonseca

  24. Muito obrigado por toda a informaçao e reflexão disponiblizada neste espaço.

    Até breve! E que venham mais projetos.

  25. 🤪VOLTA!!!😭
    Estou triste… continuo a vir cá com a mesma regularidade porque não consigo acreditar e fico deprimida de ver a palavra FIM…🥴
    OBRIGADA PELO TEU TRABALHO AO LONGO DESTES ANOS! OBRIGADA!
    Desejo tudo de bom para ti! E estava a brincar… não voltes. Segue o teu caminho por onde achares que ele passa. Sei que é lá que és preciso e fazes falta neste momento!
    É um enorme orgulho saber que a Escola tem colegas como tu, que são inspiração e esperança para quem ousa não deixar de acreditar que é possivel fazer mais e melhor no lugar para mim mais sagrado. A Escola!

  26. Tendo sido publicadas algumas das minhas diatribes sobre o estado da educação neste blog, urgia comentar brevemente:
    – a ILC não foi um marco na educação mas na democracia, como sendo a 1ª a dar entrada na AR.
    – o mais natural acontecer quando nos embrenhamos num sistema e conhecemos a sua profundidade, é ficarmos mais cinicos, no bom sentido filosófico do termo (o cinismo foi uma escola filosófica grega, com principios muito interessantes) e não necessariamente ‘negros’, no mau sentido do termo.
    – é preciso disponibilidade a vários niveis para manter as atividades, e cada vez mais é dificil obtê-la, tanto a nivel profissional como pessoal, sendo necessário fazer opções.
    Até um próximo encontro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here