Home Notícias Faltam professores de Inglês, Educação Moral e Religiosa e…

Faltam professores de Inglês, Educação Moral e Religiosa e…

4016
2

Nunca pensei publicar um artigo sobre falta de professores… Já sabia desde o ano passado que existia uma falta de professores de Educação Moral e Religiosa, houve alunos que ficaram o ano inteiro sem aulas pois não houve professores suficientes. A obrigatoriedade em ter uma licenciatura em Teologia levou a esta carência, mas como a disciplina não é obrigatória, nunca valorizei.

Só que hoje o Correio da Manhã dá a notícia que uma escola não tem professor de Inglês desde setembro, pensei que fosse um caso pontual, mas ao ler os comentários na página FaceProf, constatei que não se trata de um caso pontual e que a situação pode começa a complicar em algumas zonas do país.

Lidia Magalhaes Nos Açores a lista de inglês esgotou há meses. Estão sempre a aparecer horários para contratação e não há ninguém que os aceite. As escolas profissionais estão com sérias dificuldades também… está mau, mas não deixa de ser bem feito!

António Gabriel Tb aqui por Lisboa…
Uma situação que se irá repetir a outras disciplinas…

Marília Pacheco Não é só na Amora! Secundária de Mem Martins também.

Marieta Dionisio Não secundária de Alenquer passa-se exactamente o mesmo.

Uma coisa é certa, se há alunos sem aulas desde setembro, significa que o sistema de colocação/substituição de professores apresenta falhas preocupantes.

Alunos da Amora sem Inglês desde setembro

“A professora efetiva da escola está de baixa já há alguns anos, num vai e vem, e a única coisa que nos dizem é que não conseguem encontrar substituto para garantir as aulas, que não há candidatos”, conta ao Correio da Manhã Luísa Pinto, encarregada de educação. Passou-se o primeiro período de aulas e o segundo período arrancou, igualmente sem professor para a disciplina. Os pais dos estudantes vivem preocupados com o impacto da ausência de matéria. “É uma situação que se arrasta há demasiado tempo. É difícil prever o impacto mas o que é facto é que não há avaliação, não há bases adquiridas e o Inglês é uma disciplina estruturante para o futuro destes alunos”, explica Karim Mesmoudi, representante dos encarregados de educação. Os pais das dezenas de alunos afetados pedem uma resposta definitiva para o problema. “O Ministério da Educação tem de atuar. Afinal de contas, há tantos programas para combater o insucesso escolar e depois acontecem situações destas. É inconcebível”, conclui a encarregada de educação. Contactada pelo CM, a direção da escola disse que pela primeira vez desde o arranque do ano existem candidatos. Pelo menos a turma 9º A deverá iniciar a disciplina já amanhã, garante. Já o Ministério da Educação refere que está a tratar o caso como urgente. A escola tem cerca de 470 alunos a frequentar o 9º, 10º e 11º anos de escolaridade.

Há falta de professores de português, matemática e inglês

(RTP Madeira)

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here