Home Editorial Existe uma falha enorme na formação dos alunos e que todos ignoram

Existe uma falha enorme na formação dos alunos e que todos ignoram

1146
4

Qual é coisa qual é ela que nas escolas não é tema, não é assunto, não é lecionado, nem sequer é lembrado ou questionado, é simplesmente omisso, inexistente, mas faz parte do dia a dia de cada um de nós?

Sabe a resposta?

Se não sabe não se preocupe, pois está dentro dos parâmetros da anormalidade normal que está instituída na nossa sociedade.

Mas ainda não lhe vou dar a resposta…

Existe algo que usamos todos os dias, que precisamos todos os dias, que é um objetivo todos os dias e que simplesmente é ignorado na formação dos nossos alunos. Até vou mais longe, os próprios professores são muitos deles inaptos em lecionar esta área pois também eles desconhecem grande parte dos seus conteúdos.

Cum catano Alexandre, mas de que raio estás tu a falar?

Dinheiro meus caros, dinheiro…

Qual o motivo pelo qual vocês vão trabalhar? Para ganhar dinheiro.

Qual o motivo (ou um dos motivos) pelo qual os alunos estão a estudar? Para se integrarem na sociedade, adquirindo conhecimentos, para depois irem trabalhar e ganhar… dinheiro.

O mundo gira à volta do dinheiro, coloco-o ao nível das necessidades básicas da vida: alimentação; reprodução; dinheiro. Passando à frente de romantismos ideológicos, a realidade é que tudo gira à volta e depende do dinheiro. Há efetivamente uma parte ínfima da população que não lhe interessa este assunto, mas mesmo que não lhe interesse precisa dele para viver, até a própria Igreja que defende viver em “humildade” ganha milhões todos os anos e precisa desses milhões para pagar todo o seu aparelho.

É gritante, digo mesmo irresponsável e negligente, os nossos alunos terminarem o 12º ano sem conhecerem de cor, como funciona o sistema financeiro, quais as formas de rentabilizar o seu dinheiro, deste por exemplo a criação de um simples PPR que ao ser iniciado aos 15,16, ou 18 anos pode valer uma bela quantia passado algumas décadas. Ou até, a integração no mercado bolsista, o que são ações? O que é investir em empresas? O que é ganhar dinheiro através dos dividendos? O que é gestão de risco? Etc.

A título meramente de exemplo, estamos neste momento perante uma revolução financeira que a grande maioria das pessoas não sabe o que é, nunca ouviu falar e os que ouviram não percebem nada. É provavelmente a maior oportunidade das nossas vidas e muito poucos são os que estão a par. Falo da tecnologia da Blockchain e do mercado financeiro digital, onde o nome mais famoso é a Bitcoin. A própria União Europeia já fala no assunto e na criação de moedas digitais, a Venuzuela ou a Argentina, já têm a sua moeda digital para evitar a ruína financeira é uma vaga gigantesca que está à chegar ao mercado das criptomoedas.

Ui, isso é dinheiro de ladrões? É esquema de pirâmide? blá blá blá.

Ignorantes! Quem diz isto não percebe nada do assunto, tal como quando o ouro foi substituído por dinheiro, ou quando chegou o cartão multibanco, o cartão de crédito, as ações, as transferências digitais, tudo foi visto com enorme desconfiança, pois não percebiam o que estava a acontecer. Quem percebeu ficou rico, tal como quem há uma década percebeu o que era a Bitcoin, está ou vai ficar rico.

As escolas passam ao lado deste assunto, ignoram completamente pois também as escolas, os seus professores, estão a leste do paraíso, não têm formação financeira de largo espetro e oportunidades que estão agora em cima da mesa simplesmente vão desaparecer.

Outros países já perceberam o filme e desde muito cedo ensinam aos mais novos como fazer dinheiro através de dinheiro, talvez por isso sejam potências mundiais e por cá a realidade é a que é. Mesmo quem tem pouco dinheiro pode ganhar. A título de exemplo, existem milhões nos bancos a render 0,01% e existem plataformas seguras que dão um retorno anual de 8%. Conhecem alguma? Eu conheço umas quantas, como por exemplo a nexo.

A Bitcoin em março valia pouco mais de 3500 euros. Hoje vale mais de 20 mil euros, uma subida de 500% em apenas 9 meses!!! E a previsão é que chegue aos 100 mil daqui a 1 ou 2 anos… O motivo é simples, forte adoção Institucional e do mercado de retalho e por ser um bem escasso, ocorre a lei natural da vida, muita procura, pouca oferta e o preço dispara.

Por fim pois não quero escrever um artigo muito longo, partilho um vídeo e um canal que tem como premissa ensinar, abrir horizontes, alertando para esta excelente oportunidade.

Se quiserem saber mais sobre este assunto recomento que carreguem aqui e subscrevam este canal e já agora este também.

4 COMMENTS

  1. A forma ligeira como se fala aqui neste post, de especulação financeira indicia uma de duas coisas:
    Ignorância ou má fé.

    Qualquer uma das opções descredibiliza este blog.

    O Investimento neste tipo de produtos é complexo e exige um conhecimento profundo dos ativos que se transacionam sejam acções ou fundos. Quando se trata de produtos alavancados, tipo, warrants, CFDs ou moeda ou criptomoeda, onde se pode apostar na queda e nas subidas, o nível de risco aumenta substancialmente assim como a necessidade de conhecimento relacionado com esses produtos.

    Por isso, muita atenção não se deixem iludir com as anunciadas e espetaculares %

    • Não descredibiliza nada pois aqui não foi dito para comprar nada. Mas por acaso foi escrita alguma mentira? Dei vários exemplos, dei factos, quer mais o quê?
      O desconhecimento financeiro em Portugal é gritante, as pessoas não sabem rentabilizar os seus capitais. A escola deveria preparar muito melhor os seus alunos para a realidade financeira, uma verdadeira educação financeira. Agora se ficou incomodado por ter posto o dedo na ferida, paciência, o silêncio ignorante que é transversal precisa de ser abanado.
      Daqui a 20 anos, se calhar alguém irá encontrar este artigo e dirá… “olha, há 20 anos atrás alguém alertava para uma revolução financeira/tecnológica”.

  2. Não se trata de mentiras, trata-se de ligeireza, trata-se de falar de um assunto que implica muito conhecimento e que aqui dá a ideia que anda tudo a dormir e que facilmente se consegue rentabilidades de 8%

    “O desconhecimento financeiro em Portugal é gritante, as pessoas não sabem rentabilizar os seus capitais”… O problema maior das pessoas em Portugal não é não saberem rentabilizar os seus capitais , é mesmo ter capitais próprios.
    Não me parece que o desconhecimento financeiro em Portugal seja muito diferente do que acontece noutros países.

    “Agora se ficou incomodado por ter posto o dedo na ferida, paciência, o silêncio ignorante que é transversal precisa de ser abanado.” Não fiquei incomodado, fiquei dececionado porque isto não é ferida nenhuma é apenas um assunto mal colocado…

    “Daqui a 20 anos, se calhar alguém irá encontrar este artigo e dirá… “olha, há 20 anos atrás alguém alertava para uma revolução financeira/tecnológica”.”
    Ah isto é uma revolução financeira/tecnológica ? Há grupos profissionais a trabalhar na área financeira há anos e vem agora este post dizer-nos que isto é uma revolução, que descobriram a pólvora, epá obrigado.

    “As escolas passam ao lado deste assunto…” isso não é verdade, quem vai para economia normalmente trata deste temas.

    • Não falo em quem tem milhões, falo em quem tem centenas ou alguns milhares no banco e tem o dinheiro aplicado em depósitos a prazo a render 0.01% de taxa bruta.
      Os alunos que vão para economia percebem naturalmente de economia, não me refiro a esses, refiro-me aos restantes 99% dos alunos que terminam o ensino secundário sem perceber nada de educação financeira.

      Sobre a revolução financeira, argumenta com grupos financeiros, mas são a exceção, quando falo numa revolução, falo em adoção em massa, falo por na exemplo criação de uma moeda europeia que utiliza a blockchain, falo na possibilidade das pessoas poderem ser donas do seu dinheiro, de poderem guardar o seu dinheiro e rentabilizá-lo de forma segura, falo de transferências instantâneas, 24 horas por dia, 7 dias da semana, transfronteiriças e a baixo custo, falo de liberdade, que a opressão de um sistema económico nos trouxe com um endividamento gigantesco onde a única solução é desvalorização da moeda e da economia. Falo de uma revolução sim, falo de dinheiro do povo para o povo!

      Se se sentiu dececionado, lamento, mas eu senti-me insultado!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here