Home Escola Estatuto de “zeco”

Estatuto de “zeco”

64
0

DesigualdadeUns têm despesas de representação, onde muitas vezes só se representam a eles próprios, outros têm despesas de deslocação, motoristas, carros pagos por todos nós e até mesmo alojamento. E ainda temos aqueles a que são oferecidos subsídios para ir trabalhar para o interior e que mesmo assim recusam.

O “professorzeco” não. Se quer trabalhar tem de usar a sua viatura para as deslocações, ainda para mais não contabilizando o tempo dessas mesmas deslocações. Onde está a era dos horários ao minuto?

O “professorzeco” tem de esperar meses pela compensação da deslocação (fora das localidades) e como já aconteceu comigo, a espera prolonga-se ad eternum.

O “professorzeco” vasculha pelas Internets umas horitas que lhe deem uns euritos. O “professorzeco” é obrigado a ter muitas vezes dois empregos para equilibrar o seu orçamento familiar.

O “professorzeco”, após ser disparado pelo canhão dos concursos, aterra muitas vezes num ninho de sanguessugas, onde é expoliado financeiramente pelas rendas abusivas e muitas delas clandestinas.

Um “professorzeco” é um visto como um “zeco” e tem estatuto de “zeco”. Mas os “zecos” não somos nós, os “zecos” são aqueles que nos querem “zequiar” e que vivem no mundo das marionetas…

Fica a notícia do JN retirada do site pressreader.

Professores têm de ter carro para dar aulas de Inglês

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here