Home Notícias “Ele Batia No Meu Filho E Eu Dei-lhe Um Chapadão”

“Ele Batia No Meu Filho E Eu Dei-lhe Um Chapadão”

4899
2

A frontalidade do pai que assume que já teve de agredir o agressor para proteger o filho, é algo que não é caso virgem e revela a incapacidade das instituições em resolver este tipo de conflitos.

Mas como a notícia chegou agora à comunicação social, seguramente que tudo vai mudar…


 

Pai de aluno da Escola D. António Ferreira Gomes, em Ermesinde, diz que filho de 11 anos é vítima de bullying e exige medidas.

“Isto já é assim desde o ano passado e só há cerca de três meses é que o meu filho me disse que lhe batiam na escola”. As palavras são de Hugo Martins, 40 anos, que, revoltado, fala dos casos de violência de que o filho, aluno do 6.º ano, é vítima na Escola D. António Ferreira Gomes, em Ermesinde, Valongo. O agressor será um estudante de 17 anos, que também perturbará outros alunos, diz Hugo Martins.

Ao JN, o Ministério da Educação confirmou a existência de “uma agressão no 1.º período”, tendo sido aplicada ao agressor “uma medida disciplinar sancionatória grave”. Disse ainda que está acompanhar as medidas adotadas pela escola.

Fonte: JN

(carregar na imagem para aceder ao vídeo)

2 COMMENTS

  1. Quem escreve o k está acima, nem deveria ter filhos. Não tem valores, princípios nem moral. Não é capaz de perceber que o que não quer para o seu filho também não deveria querer para os filhos dos outros e ele próprio deveria encarregar-se de resolver a situação/ problema com o seu próprio filho. Agora se não o faz, alguém tem de o fazer por ele e resolver o assunto assim, afinal a criança espancada tem família que a deve proteger. Nesta situação eu também faria o mesmo e assegurava-me quer seria de forma definitiva. Depois… logo se veria.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here