Home Escola E que tal Ritalina a pedais?

E que tal Ritalina a pedais?

183
1

Mais uma notícia alarmante sobre a quantidade de alunos que estão “ritalinados” em sala de aula. Não ponho em causa a prescrição médica pois não tenho competência para tal, mas ponho em causa a não utilização de estratégias alternativas para muitos destes alunos.

1º Quantos destes alunos são apenas uma manifestação da incompetência dos pais na transmissão de regras e valores?

2º Quantos destes alunos são o resultado de um sistema educativo que visa a quantidade, onde o aluno é um mero recetor de conteúdos?

3º Quantos destes alunos são o reflexo de uma sociedade onde a atividade física é colocada em segundo plano e substituída por tecnologia de bolso?

Não quero com isto dizer que o comprimido não resulta, a quantidade de doses diárias provam que o efeito é real, trazendo um alívio grande às famílias e uma alegria ainda maior às farmacêuticas.

Aos pais, quando as alternativas não existem e as queixas são constantes, resolver tudo isto com um pequeno gesto matinal é um mal menor… Se me calhasse a mim, provavelmente tomaria a mesma decisão.

Mas convém lembrar que antigamente chamava-se má educação à irrequietude dos meninos, hoje em dia chamam-lhes vítimas da hiperatividade… Mas a hiperatividade não obriga ninguém a agredir os colegas, não obriga ninguém a insultar o professor ou a questionar a sua autoridade. Hoje já ouvimos à boca cheia que “eu sou hiperativo”, logo estou imune à disciplina e o pior é que os pais vão na conversa…

Uma coisa é certa, a escola e a sociedade em geral não sabe muito bem o que fazer com tanto miúdo irrequieto. Para quem está de fora, fica a sensação que se optou pelo caminho mais rápido, pelo caminho mais simples… Com o tempo saberemos se este foi o mais correto…

https://youtu.be/I0JkoZ00fVI

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here