Home Rubricas Do Que Se Fala | O futuro PR tem que ser melhor...

Do Que Se Fala | O futuro PR tem que ser melhor que ainda PR

43
0

Qualquer campanha eleitoral tem que ter propostas e contrapropostas, fazíveis e bem transmitidas. Uma campanha eleitoral, não deveria ser todos a baterem agressivamente no mesmo, como vem a acontecer nestas Presidenciais.

ideiasE todos, sempre e só, fortemente batem em Marcelo, e pelos vistos “excitadamente” o que fizeram até dia 22 de Janeiro, no que se tornou um campeonato de nove contar um. E, para uma verdadeira Campanha Presidencial, parece muito pouco, muito vazio, muito falseando o futuro.

Todos se acham com o direito de ser PR por serem contra Marcelo. Ponto.

E, sem terem – e muito menos deverem- estar sistemática e unicamente a mal dizer, como só tem acontecido nesta campanha, claro com Marcelo, seria sem mal dizer, sem sequer referir o nome, fazer uma comparação com o que foram, ou não foram, estes últimos 10 anos de Presidência e como o farão “se “ lá chegarem, pelo menos nos próximos 5 anos.

Assim, não tendo sequer que utilizar o nome do ainda residente em Belém, que felizmente sai dentro em pouco, e para “erguer” a Instituição Presidência da República, unicamente apontar o que fariam no caso, por exemplo, do Estatuto dos Açores em que o actual teve razão em reagir, por inopinadamente o governo anterior ao anterior, lhe ter retirado direitos, mas fê-lo da pior forma possível.

Em seguida nas putativas escutas inventadas ou não, do mesmo Governo andar a expiar o PR – para quê? – e na forma não conveniente como reagiu. E os exemplos são infindáveis até na figura que fez, quando, despropositadamente nos “contou” como iria viver, ou não, com a sua parca reforma/pensão.

Tudo deveria ter sido diferente para muito melhor. Não foi. Mas o passado, que não só do último mês, mas dos últimos 5, 10, 50, 100, 200 anos, faz parte da História e da Memória de todos – ou deveria “ter” que fazer – , e nunca deve ser apagado nem escamoteado, mas sendo uma das maneiras de pensar o futuro diferentemente e viver melhor o presente, ambas de maneira muto mais positiva, do que está a ser feita.

Não havendo necessidade de bater no ainda PR, há sem dúvida necessidade de fazer melhor, ser melhor, ser mais presente Presidente. E recuperar a Instituição por si, e em si.

E muito menos bater em Marcelo, porque sim, por que não se ter mais nada para dizer, e muto menos ter propostas fazíveis e para serem cumpridas, como PR.

Talvez fosse bom em futuras campanhas eleitorais, para depois não se ficar espantado com a vitória da abstenção, sermos, serem mais civilizados e não o inverso, e saberem transmitir-nos ideias e não guerras e mais guerrinhas.

Augusto Küttner Magalhães

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here