Home Rubricas Do Que Se Fala – Banco de Portugal denuncia Montepio ao Ministério...

Do Que Se Fala – Banco de Portugal denuncia Montepio ao Ministério Público

111
0

logo-montepio“Entrada” de primeira página no Público de 24.07.2015, e com a seguinte nota: “O supervisor detectou falhas nos mecanismos de controlo de operações financeiras suspeitas de indiciarem crimes de branqueamento de capitais. Em causa estão transferência com origem em Angola.”

Bem, já faz algum tempo que se fala, escreve e comenta, a situação do Montepio, por não ter a devida “fiscalização/regulação “ – o que possa isto significar, de activo ou até pró-activo, como uns dizem, ou até para evitar tragédias – dado ser um “Mutualista” e não um banco, mas parece que algo mudou no aspecto de passar para o âmbito destes últimos, bancos, pelo menos parte!

Se bem que, nos podermos lembrar – apesar de a nossa memoria, por vezes e por tanta imediatização e mediatização, parecer não ter mais uma que uma semana – que está a fazer um ano, que em cima da hora, depois de muito por tantos ser negado, nos foi comunicado que um grande nosso banco faliu, e que tivemos todos que em necessidade “ajudar”, dado que ainda este mês – Julho de 2015 – estaremos para ver o que vai acontecer. De facto. Quem paga!

Bem, esperemos que agora no Montepio, nada de tão grave como possa imaginar-se venha a acontecer, e daqui a algum tempo estarmos com outra novela dramática a encher telejornais, comentadores de comentadores, Comissões no Parlamento, e ninguém a nada , resolver, com rapidez e eficácia. E a assistirmos a “lutas” entre supostos “reguladores”, ou de facto Reguladores, mas assistiu-se em público e publicado!

E essencialmente continuar-se  a não entender como funciona ou não a Justiça neste País, como há – ou nem por isso – diferenças nos tratamentos dos “grandes/importantes/poderosos” e dos normais que somos nós, a maioria que por aqui andamos.

E como de todos os Partidos e Movimentos sem excepções se ouvem coisas tão lindas, mas ninguém resolve o que quer que seja, e se fala, fala sem nada resolver.

 E como será uma vez mais analisado o nosso País “lá fora”, de onde vem dinheiro, se algo de nada bom voltar a acontecer com um Banco.

Seria de todos nos querermos “não” esquecer -ou relembrar? – que já lá vão três bancos falidos,  cada vez maiores que o anterior: BPP, BPN, BES.

E ninguém ao que parece teve culpa, e ninguém ao que parece indemnizou o País e a População, e ao que parece a Justiça arrasta-se, os problemas arrastam-se e  culpados e putativos culpado, há-os de todos os lados, mas de práctico, eficiente, resolutivo e que evite totalmente novos casos, parece que : NADA

E agora? O que se segue?

Augusto Küttner

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here