Home Vários Diretor de Cinfães alerta que escolas podem encerrar por falta de assistentes

Diretor de Cinfães alerta que escolas podem encerrar por falta de assistentes

1211
0

Finalmente um diretor que vem a público dizer o que é preciso dizer. Já passou o tempo das queixas, e eu sei que eles até se queixam a quem de direito, mas já não surte qualquer efeito. Julgo que uma iniciativa concertada pode efetivamente fazer a diferença.

Fica a notícia.


Ainda não chegaram às escolas os prometidos 1.500 funcionários, anunciados há duas semanas pelo primeiro-ministro, para colmatar a falta de pessoal não-docente na retoma das aulas. O Governo anunciou que estaria a ultimar a portaria que estabelecia o rácio destes assistentes operacionais nos estabelecimentos de ensino.

Manuel Pereira, presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares (ANDE) e diretor do Agrupamento de Escolas de Cinfães, espera que esta contratação não demore muito e acrescenta que o concurso lançado pela tutela está ainda a decorrer.

“O Governo resolveu que 1.500 funcionários fossem dados às escolas, dada a pressão que elas têm neste momento. Tanto quanto sei, o processo concursal está a decorrer e é feito de forma central. As escolas saberão posteriormente os funcionários que vão ter. O processo está a decorrer e espero que não demore muito, mas não é a resposta para todas as escolas”, afirma.

Segundo Manuel Pereira, a falta de auxiliares nas escolas não é de agora. A pandemia da Covid-19 só veio acentuar a carência destes profissionais. O presidente da ANDE admite que várias escolas com casos positivos de Covid-19 podem ser obrigadas a fechar por falta de funcionários.

“Não posso dizer que o Ministério da Educação devia ter pensado nisto há mais tempo. Na prática era preciso colocar alguns milhares de assistentes operacionais para prevenir a ausência de outros que vão ficar doentes. É o tempo que temos, temos todos de encontrar soluções nas escolas e é muito provável que, a muito pouco prazo, algumas possam ter de encerrar por falta de assistentes, apenas porque alguns foram contagiados com a Covid-19 e terão de ir embora e todo o círculo de pessoas que contacta com eles”, remata.

Fonte: Jornal do Centro

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here