Home Editorial Devem os professores ter alunos no seu Facebook?

Devem os professores ter alunos no seu Facebook?

5459
4

A relação dos professores com os seus alunos é algo tão fundamental como o próprio processo de ensino aprendizagem. Numa era em que se confunde virtual com real, privacidade com exibicionismo, a forma como os professores expõem a sua vida aos seus alunos, mostra a relação que pretendem ter com eles.

Pessoalmente não tenho alunos na minha página de Facebook, tenho sim ex-alunos e apenas alguns. Apesar de ser professor também tenho as minhas preferências de personalidade e também faço as minhas escolhas de quem pretendo ter na minha vida mais privada.

A vantagem de deixar entrar os alunos nas nossas páginas pessoais, permite-lhes/nos um acesso mais rápido e que pode ser muito útil para o dia-a-dia. Conheço colegas que criam grupos em certas plataformas digitais e que facilitam a comunicação professor/dt/aluno, bem como o estudo entre alunos.

Só que abrir a porta da acessibilidade imediata e constante, pode trazer momentos constrangedores, como contactos em horário pós-laboral ou mesmo durante as interrupções letivas, questionando o porquê da nota tal…

Não crítico quem abre a porta a uma ligação mais próxima, é uma decisão pessoal e que diz respeito apenas a si. O que crítico é o queixume posterior de quem se pôs a jeito e crítica agora os alunos por qualquer abuso de confiança. Enquanto educadores, sabemos que se damos a mão, existe uma forte probabilidade dos alunos quererem também o braço…

É tudo uma questão de equilíbrio e bom senso, mas temos sempre que nos lembrar que há quem não o tenha, principalmente em idades tão precoces.

O mesmo se aplica aos pais dos alunos. A partilha de contactos pessoais pode levar a comunicações fora de horas e a um diz que disse que pode valer um redondo zero em determinadas situações.

A legislação diz que a comunicação escola-casa pode ser feita pelo meio mais expedito, mas o meio mais expedito, pode também ser o menos seguro e imprudente. Cabe ao professor analisar e decidir em conformidade.

Alexandre Henriques

4 COMMENTS

  1. Um professor, a meu ver, não deve ter alunos na sua pagina pessoal. Existem outras formas de promover a comunicação sem misturar às coisas.

  2. A relação e comunicação entre alunos e professores devem ocorrer no contexto da escola real,ou seja nas aulas, reuniões,palestras e no cumprimento social. Ter alunos nas páginas dos docentes é bizarro,promiscuo e pode originar mal entendidos,maledicência,comportamentos abusivos, chatos, cansativos, abuso de confiança, a juntar à dificuldade de marcar os limites que não devem ser ultrapassados. “A prudência é a filha mais velha da sabedoria” – Vitor Hugo.

  3. É um pau de dois bicos: se tudo corre bem – pacífico; se há algum desentendimento rapidamento poderemos ter problemas sérios. A larga maioria das pessoas não consegue separar a vida pessoal da vida profissional. Basta ter um aluno ou encarregado de educação como “amigo” que facilmente todos os outros que não queremos como “amigos” sabem tudo sobre a nossa vida.

  4. Os professores não devem ter alunos como “amigos” em nenhuma rede social para que não confundam vida escolar com vida pessoal.
    Ser popular entre os alunos é um erro a evitar!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here