Home Rubricas Desafio: crianças fora da caixa

Desafio: crianças fora da caixa

Toda a gente tem a capacidade de ser feliz em qualquer circunstância. Desafio-vos a pensarem fora da caixa, para dentro de vocês. Desafio-vos a porem as vossas crianças a pensar FORA DA CAIXA. Crianças emocionalmente inteligentes, são adultos mais felizes.

736
1

Ouve-se falar muito de pais preocupados com a forma como as escolas de hoje em dia dão as matérias, dos extensos e inadequados programas que têm de ser cumpridos à risca pelos professores, da avaliação dos alunos e dos próprios docentes. Falam de escolas com métodos chamados de alternativos, criticam os métodos antigos e os docentes que a praticam. Suspiram, sonham com a escola do futuro em que as crianças são tratadas como crianças, aprendem cada uma ao seu ritmo, sabem gerir emoções e são… felizes. STOP!

A felicidade não existe apenas nessas escolas. A felicidade dos vossos filhos encontra-se dentro deles e não, não precisa de morrer apenas e só por estar numa escola antiga, com métodos antigos, exigentes, inadequados, ou seja o que for.

Todas as crianças e jovens podem ser felizes, realizados, motivados, criativos seja onde for, basta eles acreditarem que é possível. Basta vocês pais, acreditarem que é possível. E como é que isso se faz, quando uma criança chora porque não entende a matéria, ou porque a professora ralhou com ela porque estava a perturbar o normal funcionamento de uma sala de aula (ou simplesmente a ser criança, como diriam alguns de vós)? Não. Não é criticando o sistema, as escolas, o ensino, os professores. NÃO.

É compreendendo a criança, ensinando-a a descobrir formas de lidar com as angústias, frustrações, concentração, atenção, alegria, interesse.

Reparem que pela nossa vida fora, nós adultos vamos ser confrontados com situações como as que passámos nas escolas. Vamos ter chefes idiotas e prepotentes, vamos ter colegas faladores, brincalhões, companheiros, cobras e víboras. Vamos ter um emprego que adoramos (vamos fazer por isso, pelo menos) mas, mesmo adorando o nosso emprego, vamos ser obrigados a fazer coisas que detestamos. Isto vai ser assim pela nossa vida fora!

Então STOP! Parem de criticar o sistema, o ensino, os métodos, os professores. É óbvio que há coisas que podiam ser melhores, mas isso vai sempre haver! Não há métodos perfeitos, não há ensino ideal, não há matérias adequadas. Cada criança terá o seu ritmo, cada criança aprenderá da forma que lhe for mais adequada, cada criança chorará, rirá, brincará, ficará triste, feliz, frustrada, motivada, surpreendida, confiante, orgulhosa. E para isso não precisamos de escolas alternativas. Precisamos de pais e professores alternativos, que procuram na criança e no jovem a capacidade secreta de serem felizes em qualquer circunstância.

Desafio-vos a pensarem fora da caixa, para dentro de vocês. Todos vocês têm essa capacidade dentro de vocês. A capacidade de procurar a felicidade em qualquer circunstância. E os vossos filhos, alunos, também. TODOS. E deste modo, o local onde aprendem as matérias, o sistema de ensino, será o que de menos importante. E isto é válido para TODOS. Alunos, Pais, Docentes.

Rita Silva Cardoso – Coach e Formadora na Rita Silva Cardoso Coaching & Training

1 COMMENT

  1. Concordo, e muito, com Rita Silva Cardoso! A isso chama-se AMAR e EDUCAR com carinho, bom senso e muito SENTIDO DA REALIDADE. Assim possam a família, a escola e a sociedade trabalhar num mesmo sentido, cumprindo cada qual com a sua parte.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here