Home Notícias Cuidado, Não Estraguem O Superavit!

Cuidado, Não Estraguem O Superavit!

417
0

No dia que em minha casa faltar dinheiro para lidar com questões de saúde, ou faltar dinheiro para comprar material escolar, porque meti na cabeça que estava na altura de fazer um pé-de-meia, por favor alguém me interne!

Há coisas em que não é preciso ser especialista para perceber que algo não bate certo, ainda por cima quando uma parte do orçamento está destinada para quem não precisa.

Superavit, sim! No dia que a saúde, a educação, a justiça, etc, estiverem em níveis condizentes com o resto da Europa. E nem me venham falar da dívida pois essa está controlada e devia era ser renegociada, como prémio de desempenho de melhor “aluno” da Europa em tempos de Troika.

Adeus défice. Governo prevê superavit de 0,2% e crescimento de 2% em 2020

Governo abre porta a ligeiro aumento na função pública. Creches gratuitas para rendimentos baixos

(…)

A mais pesada orçamentalmente tem a ver com os salários da função pública. A proposta do Governo é que estes sejam actualizados segundo a inflação de 2019, ou seja 0,3%, mas sindicatos e esquerda têm feito pressão para que este aumento seja superior. Ainda esta semana, a UGT foi recebida pela líder parlamentar socialista, Ana Catarina Mendes, e saiu do encontro com esperança de ainda poderem surgir boas notícias no Orçamento. Carlos César, presidente do partido, falou nesse sentido esta quarta-feira, na TSF – e o Governo deu o mesmo sinal aos partidos nas conversas deste início de semana.

Além do aumento de salários dos funcionários públicos, a possibilidade de as creches virem a ser gratuitas para os filhos de quem tenha rendimentos mais baixos, esteja no primeiro escalão de rendimentos, foi colocada em cima da mesa pelo Governo nas reuniões com o PCP, com vista a um acordo para a viabilização do Orçamento.

(…)

O líder parlamentar comunista João Oliveira especificou, por seu lado, que tinha encontrado abertura do Governo para “dar passos na gratuitidade das creches” e que tinha ficado assinalado que, nas negociações que se seguem, seria prioridade a gratuitidade destas no geral e a criação de uma rede de creches públicas.

Fonte: Expresso

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here