Início Rubricas Crianças E LGBTI, O Insólito

Crianças E LGBTI, O Insólito

1411
3

É bom que todos aqueles que são pais comecem a estar atentos. Os nossos governantes, nomeadamente através da pasta da educação e seus mandatários, estão a agredir social, afectiva, mental e psicologicamente as crianças deste país. Estão a ultrapassar todas as barreiras do bom senso, estão a derrubar os alicerces de um crescimento que se quer inocente e natural, como é normal a pensar em saudável. A bem da não discriminação, dizem os doutorados, ainda não descobri em quê, as nossas crianças, numa idade de formação da maior importância, estão a ser formatadas a mando destes ‘desmandantes’ na enormidade da sua ignorância de fel, quando tentam que lhes injectem uma insípida mas perniciosa teoria de que não são menino ou menina. Isto é de uma falta de deontologia política, se é que ela existe, que faz gritar as pedras. Saberá o nosso ministro da dita pasta a que chamam educação, se a sua ilustre pessoa é homem ou mulher? Será que tem uma explicação e justificação para continuar a ser O ministro? Porque não A ministra? Ou talvez O e/ou A e/ou L/G/B/T/I quiçá! Sinceramente falta-me, neste sábado em que recupero de todas as intempéries, de uma escola invadida por leis, decretos, grelhas, gráficos, planos e fichas alienígenas, a paciência, a capacidade provavelmente, a razoabilidade, a abertura, o optimismo sei lá, para processar tamanha estupidez. Ao fim de trinta e dois anos a educar/ensinar já vi muita coisa, já sobrevivi a muitos pesadelos, já achei que não havia saída, já me ‘formatei’ e ‘reformatei’, já revi pedagogias e estudei novas, já reforcei a minha criatividade e estratégias, já reformulei formas de adaptação a muitos tempos e gentes diferentes. Uma certeza eu tenho: como filha, mãe e professora que sou, como criança que fui, por vezes ainda me sinto como se fosse, e como adulta, hoje coloco-me cada vez mais a questão da viabilidade da humanidade. Será realmente que acredito numa utopia? Será que é inviável? As crianças são o que nos resta para que continuemos a acreditar que é possível. Não deitem por terra o futuro da humanidade senhores do poder político estragado. Quero crer que a inviabilidade será a destes incapazes que se ocupam do que não sabem e vomitam atrocidades sobre nós. Acordem gentes deste país. Pais, professores, avós, educadores, portugueses, cidadãos do mundo. Os políticos corruptos estão a destruir o melhor que existe, as crianças. Parem, escutem e olhem. Está a fazer-se tarde.

 

Maria do Rosário

Professora do 2º Ciclo do Ensino Básico

COMPARTILHE

3 COMENTÁRIOS

  1. Estes textos deveriam ser colocados em “outdoors” em frente ao “Parlamento”. Da esquerda à direita o “polvo” tomou conta da suposta casa, a nossa, da democracia. EXCELENTE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here