Home Concursos Concurso de Professores | “O ME só pode estar a gozar!!!”

Concurso de Professores | “O ME só pode estar a gozar!!!”

195
6

Desculpem-me a linguagem de “café”, mas foi o que disse quando li a proposta do Ministério da Educação sobre o concurso de professores. Vamos por partes.

A opinião dos professores conta?

Anda este Ministro e sua equipa a ouvir tudo e todos sobre uma série de matérias, e numa área que é provavelmente a mais importante para os professores, decide fazer tábua rasa às suas pretensões, ignorando todos os sinais que lhe foram mostrados.

Lembro a sondagem que o ComRegras e o DeAr Lindo fizeram, onde mais de 5000 professores participaram e deixaram bem claro a sua posição sobre a norma-travão e as reconduções.

fim da norma-travão

Reconduções

Concurso de Professores – A Nossa Opinião Também Conta!

Vinculação extraordinária com 20 anos de serviço

20 anos??? 20 anos??? Eu li bem? Mas é preciso um professor ter 20 anos de carreira para entrar para quadro? É essa a “bitola” do Ministério da Educação? E as orientações da União Europeia? E a legislação vigente que fala que ao fim de 3 anos os trabalhadores devem entrar para os quadros? Isto é legal? Uma coisa tenho a certeza: é imoral, é indecente, é indigno de um Ministério que tem no seu nome a palavra Educação.

E outra vez um concurso extraordinário? Já não chegou as ultrapassagens do passado? É algo que eu não consigo entender… qual o motivo pelo qual se fazem concursos extraordinários quando se pode fazer um concurso geral, onde as vagas ocupadas podem ser recuperadas e os professores contratados vinculam na mesma. Mais uma vez surgirão as invejas, os conflitos, as incoerências numa classe que já por si é desunida. Em vez de agregar, conciliar, a tutela opta pela desagregação, mas isso eu percebo porquê… dá jeito a política do “dividir para reinar”.

Redução de um ano da norma travão:  4 contratos ou três renovações sucessivas

Mais uma vez mostra a falta de lucidez, para não dizer outra coisa de quem apresenta estas propostas. Qual é o problema em só considerarem o tempo de serviço, todo o tempo de serviço? Para quê estes travões, complicações, confusões? Será assim tão difícil simplificar?

O número de horas para concorrer a DACL vai aumentar de 6 para 8

Eis uma nova designação de professor DACL… aqueles que têm passado à frente de muitos que por “azar” têm horário e por isso ficam numa prioridade inferior. Lembro a sorte que um colega meu teve (e ainda bem para ele) de ter ficado 8 anos em DACL, ficou no Porto, à beira de casa… eu e muitos que tínhamos horário e éramos mais graduados, azar… foram disparados a 400 km de casa pois não era DACL. Ser DACL é como entrar num clube de elite, onde só alguns conseguem, mesmo que não queiram ser.

Eu sei que estamos a falar de uma proposta, mas a montanha pariu um rato. Se é isto que Tiago Rodrigues vai fazer, então prepare-se pois acabou de dar munições a quem andava com pólvora seca, ansioso por ter um motivo para agregar muitos que acreditavam em si…

E a reação da Fenprof não devia ter sido mais contundente?

“Numa apreciação geral, podemos dizer que o documento que nos foi entregue pelo Ministério fica aquém das expetativas. Por exemplo, a vinculação extraordinária para docentes com 20 ou mais anos de serviço não é aceitável. Temos que o ler e analisar, até porque se trata de um documento aberto” – são palavras de Mário Nogueira à saída da primeira reunião negocial com o ME, relativa ao processo de revisão da legislação de concursos do pessoal docente.

Concursos: ME entregou documento na 1ª reunião negocial

(Fenprof)

Ao contrário da FNE

As propostas que o Ministério da Educação entregou hoje para uma intervenção legislativa em termos de concursos de docentes para o próximo ano letivo revelam-se insuficientes e inadequadas e ficam muito aquém das expetativas criadas, nomeadamente no sentido da eliminação da precariedade no setor.

PROPOSTAS DO ME CLARAMENTE INSUFICIENTES

(FNE)

Ficam as propostas

Proposta de Diploma de Concursos de Professores

Proposta de Diploma de Vinculação Extraordinária

6 COMMENTS

  1. Certo…
    Dizer tb posso dizer!

    Ei ! Eu num tenho clube!
    Mas tal como no futebol, td a gente tem clube… mesmo q inconscientemente!
    A ver vamos no q isto vai dar…

    O melhor é os professores esperarem e nao fazerem nada, depois têm sempre a desculpa q a culpa é dos sindicatos.

  2. Não sei o que é pior, se essa dos 20 anos se a porcaria da norma-travão inventada pelo outro e que estes insistem em mantê-la.
    A norma travão é uma autêntica VERGONHA.

  3. A minha reação foi exatamente a mesma, eles só podem estar a gozar!!
    Para além do que disseste, não esquecer a mudança de prioridades no conxurso interno e mobilidade interna. QA a terem prioridade sobre os QZPs no interno (e na Mobilidade em caso de serem DACL), mas os QZPs a continuarem a ter prioridade sobre os QA q continuam longe de casa e têm(como disseste bem) o azar de terem horário na sua escola. Tanto uma como a outra prioridades são completamente injustas. Tudo pela graduação e estava resolvido (tal como foi até recentemente aprovado por unanimidade em Assembleia da República em relação a uma petição do SIPE)!
    Esperemos que, tal como todos os outros ME, está 1a proposta seja aquela tão má pra permitir a negociação e alterarem ao agrado dos sindicatos (não alterando mts outras q ficam pelo caminho).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here