Início Rubricas Comentário da Semana | Triplo jackpot

Comentário da Semana | Triplo jackpot

471
0

Que Tipo De Professor É? Ultrapassado, Duplamente Ultrapassado, Ou Triplamente Ultrapassado?

“Lamentável queixarmo-nos, culpabilizarmos os outros, quando os principais culpados desta situação somos nós por sermos eternamente desunidos. O governo continuará a “reinar” enquanto os seus professores não decidirem fazer xeque mate! Para conseguirmos ganhar a um governo destes é necessário muito sacrifício e nós estamos bem na nossa zona de conforto. As lamúrias dos professores são anedotas para o governo que temos!”            Marina Capela Seroto         

“Somos a classe profissional mais enxovalhada deste país e quanto a mim, uma das grandes razões prende-se com o facto de não termos uma Ordem!
Não consigo entender o medo dela existir se estamos presos às decisões dos vários sindicatos, em que a sua área de ação não abrange por exemplo a parte deontológica!”    Marina Campos

“… Mas é claro que, mesmo que os professores tentem disfarçar, no seu quotidiano nas aulas, os alunos também sentem que vivem num “sistema”(?) de ensino cada vez mais triste alienante.Não tanto pela tristeza e desmotivação dos professores, mas pela ausência de uma verdadeira noção do que deve ser a escola por parte da tutela e de certos “ideólogos” que não vivem a escola por dentro. Alienam os alunos com a febre dos rankings e das notas de entrada para a universidade e ao mesmo tempo acusam os professores de não fazerem mais “flores” para a inclusão (?) e “sucesso” dos alunos, para lhes ensinarem tudo e mais alguma coisa, desde o saber apertar os atacadores das sapatilhas até organizarem manifestações ou viagens à lua. No meio disto tudo, ainda é sobretudo pelos alunos que os professores vão aguentando… Mas quando começa a ficar em perigo a sua própria saúde, nem o bem comum e a preocupação com o futuro das nossas crianças e jovens será ainda suficiente para pesar no prato da balança que mantém alguma resiliência dos docentes. Não, não são apenas reivindicações salariais ou de progressão. Trata-se da luta pela dignidade que, a ser perdida, arrastará irremediavelmente todo o futuro da Escola portuguesa e os seus jovens alunos. Será o agravar da precariedade futura também para eles…Hoje somos nós a ser despudoradamente roubados, ainda por cima para entregar dinheiro a banqueiros perdulários, amanhã serão cada vez mais grupos profissionais em Portugal a perderem os seus direitos e a serem defraudados… (desculpem se me alonguei…).”    Margarida Alegria Ferreira 

“Eu não sou professora, mas reconheço que a desmotivação desta classe profissional é tal que já leva os alunos a não sentir NENHUMA motivação para aprender. Comportamento gera comportamento, começa a ser uma “pescadinha” de rabo na boca. E mesmo aqueles que “nasceram” para o “ofício” perderam a paciência para o exercer…
É lamentável…
Estou convosco…
É preciso lutar, é preciso agir é preciso consciencializar quem de direito e que o sistema esta “podre” e que para isso é necessário adequar o valores, monetários e de desempenho a realidade atual.
Perdoem me se disse alguma “gafe” mas a minha posição aqui é só de mãe de um aluno extra desmotivado… À deriva…”    Ana Zé

 

Escolas Estão A Cortar Aulas De História

“Esta malta que nos comanda não faz a menor ideia de coisa nenhuma! Como se as questões de cidadania não pudessem ser abordadas em todas as disciplinas de forma integrada.”  Assunção Ribeiro 

“E tentam cortar todos os dias, a nossa dignidade profissional , o respeito …. perante a opinião pública. Feriram e continuam a ferir gravemente a Educação, por questões economicistas . 
O que vale a esta País é que apesar de humilhados, os seus professores são profissionais de EXCELÊNCIA.
Não me conformo com este ataque cerrado a quem tanto faz pelo futuro deste País.”      Ana Paula Gomes

“Uma tristeza! Cidadania, na minha opinião, é transversal. No mundo atual penso que o caminho a seguir deveria ser o oposto: aumentar a carga horária de História e tornar a disciplina obrigatória. Povo amorfo, acrítico e ignóbil dá sempre mau resultado.”    Liliana Raquel Fernandes 

Fake news numa promulgação presidencial

“Certo! Uma mixórdia de injustiças! 
Já não é habitual desiludirem-me ou, ainda menos, ficar entristecida com o que nos fazem da carreira e da vida…olho para quem nos governa com indiferença pois aprendi que estão para se servir e não ao serviço dos cidadãos.
Porém, desta vez estou mesmo zangada, triste e, pior, sem vontade…pelos 2 anos, pela farsa que mascaram, pelos que não vão aproveitar, pela desconsideração, pela mentira, pela incompetência, pela arrogância, pelo desnorte em tudo!!!”    Graça Bastos

 

 

Comentários retirados da página do Facebook do ComRegras

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here