Home Rubricas Comentário da Semana | Tempo de compensação

Comentário da Semana | Tempo de compensação

301
0

A verdade sobre as “férias” dos professores.

“Concordo. Confesso que ” já” só sorrio quando me dizem “estás quase em férias…” . Antigamente, perdia-me em explicações; agora digo que sim. Acho que há muito tempo deixei de ter horário de trabalho; faço o que é preciso e há semanas em que trabalho 10/12h durante vários dias.
Nesta profissão, aquartelada numa proletarização de salários e de medos, há décadas, exijo que todos respeitem algum descanso necessário.” Graça Bastos 

Professores do 1º ciclo, não cumpram o currículo!

“Quantos professores dizem isso? Quando havia exames não se ensinava, despejava-se matéria e a aprendizagem centrava-se em exames! Quantos alunos se lembram do que aprenderam à pressão? Quantos professores lecionaram em prol de exames, descurando tantos outros saberes e experiências tão mais importantes? Quantas crianças sofreram com crises de ansiedade à custa de provas que lhes ditam a sorte em 90 minutos, depois de um ciclo de estudos de 4 anos? Não é preciso exames para melhorar as aprendizagens, é preciso sim lutar por currículos que respeitem a aprendizagem natural de cada um, que promovam a descoberta e ensinem a pensar! É preciso investimentos em recursos materiais inovadores, é preciso turmas mais reduzidas, é preciso rejuvenescer a escola e colocar professores novos que fazem fila no centro de emprego!” Catarina Lopes 

“…”professores e diretores devem colocar sempre o interesse do aluno em primeiro lugar e todos constatamos que esse interesse está claramente posto em causa.” …. sem dúvida alguma!!! Infelizmente ainda há muita “mente fechada” que acha que os programas devem ser cumpridos custe o que custar… porque o “importante” é “mostrar” que se “faz” muito, custe o que custar…. “floreados…. eu já falei sobre esse assunto… eu já dei tal conteúdo”… custe o que custar….. a corrida desenfreada para “aparecer” no topo dos rankings, custe o que custar…. pois está a custar e muito!!! Desmotivação, cansaço, desalento, infelicidade … sentimentos de muitas crianças, pais e desta professora que se tem recusado a pactuar com esta insanidade.”                      Ana Cristina Grave 

Governo quer perceber o que está mal no ensino da Matemática

“Não sendo a minha área curricular mas estando na escola e acompanhando o meu filho no seu percurso escolar, entendo que o problema maior está no desajuste que existe entre conteúdos e faixa etária, assim como a falta de consolidação dos mesmos. Acresce a esta situação que a matemática necessita de uma maior materialização, isto é, devia haver uma correlação entre o que se ensina e o mundo real, para se tornar mais fácil a linguagem.” Sónia Carreira Silvestre 

 

Comentários retirados da página do Facebook do ComRegras

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here