Home Rubricas Comentário da Semana | A falácia da Autoridade

Comentário da Semana | A falácia da Autoridade

480
0

 

O “Abuso” Contra Tudo O Que É Autoridade

“O bom povo português é cúmplice e aplaude em surdina: finalmente está vingado da reguada do tempo da outra senhora ou da humilhação por ter de ser educado, na presença de um professor, numa escola. Fez-se justiça: leva o professor por todas as frustrações miseráveis e mal resolvidas. Bem feito! Primeiro os políticos, agora os garotos… os professores andam a direito ou não andam? Eu cá tenho um palpite… hoje na escola, amanhã, na sociedade… Quem vai viver com medo de sair à rua, quem?”  Leonel Portela 

“Estamos a enganar estas crianças. E há mais agressão que a física. Muitos acham normal algumas profissões terem que aguentar porque são pagos (argumento material). Depois levam com eles na sociedade e essas crianças levam com a sociedade que não está para apaparicar e justificar tudo. Onde está o ministério da educação?”    José António Nunes Oliveira

Os Professores Perderam Autoridade E Os alunos Fazem O Que Querem

“A democracia está a ser violentada. Aniquilaram a autoridade. Hoje, perante o quadro insurreto, discutem sobre a necessidade de alguma autoridade, pois os alunos não sabem ser, estar e fazer. Respiram, gritam, violam os nossos ouvidos com tremendas aberrações. Os alunos são o reflexo da permissividade que sufocou a democracia.
Em democracia verdadeira, a minha liberdade termina onde começa a do outro.”    Cristina Da Mota Pontes 

“Na primeira aula, em cada turma digo aos alunos e mando escrever no caderno, para além das aulas previstas (podem os pais não saberem contar e usar calendário), objectivos, material necessário, instrumentos… duas frases: “tenho de ser interessado para me tornar interessante” e “quando abro a mochila, tiro cadernos, livros,… e a educação que os meus pais me deram”. Alguns pais não gostam disto…”    Fernando Tomás

Ministro da Educação Assume Necessidade De “Agir Urgentemente” Junto Dos Jovens…

“Talvez o lamentável exemplo da classe política seja dissuasor para jovens e menos jovens! A lástima de gente que se ” agarra” à política para levar uma boa vidinha não catalisa nem envolve ninguém nas suas tretas! A falta de confiança conduz ao alheamento e indiferença.”    Graça Bastos 

“Pois, pois… E a violência física crescente contra docentes. Quem vai legislar? É para continuar, sem enquadramento legal? E a abstenção não é o resultado da leitura dos jovens onde a impunidade reina: corrupção, fugas ao fisco, declarações falsas etc, cujos pais, em alguns casos, são os primeiros beneficiários?”  Maria Manuel Melo Gouveia 

 

 

Comentários retirados da página do facebook do ComRegras

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here