Home Rubricas Cinema Sem Conflitos: Entrevista à Psicóloga Clínica Andreia Morais (parte 3)

Cinema Sem Conflitos: Entrevista à Psicóloga Clínica Andreia Morais (parte 3)

107
0

Entrevista à Psicóloga Clínica Andreia Morais, Mestre em Psicologia da Educação. Psicóloga há 13 anos, com trabalho desenvolvido na clínica privada e em contexto escolar com crianças, adolescentes, jovens, seus pais e professores

 

5 – Qual a melhor maneira de um pai ou uma mãe transmitir valores aos seus
filhos?

É difícil dar uma resposta relativamente concisa a essa questão dado que depende
imenso da nossa personalidade, das nossas origens familiares, da nossa experiência de
vida e, sobretudo, da nossa resiliência. De todos os modos, algumas estratégias
“generalistas” podem ser: trabalhar a nossa capacidade de gerir o stress do dia a dia,
incluir momentos de prazer e bem-estar na nossa rotina diária, fazer uma boa gestão
das nossas expectativas e objetivos de vida, valoriza a presença de cada elemento da
nossa família, ouvir o outro. Falei na adequação de um pai ao seu dia-a-dia, pois os
valores, a meu ver, não se transmitem por palavras, mas por ações de modelos que as
crianças e os jovens podem repetir convictamente. Por isso, se a mãe ou pai der o
exemplo de cumprimento daquilo que acredita: ter boas estratégias de relativização
de acontecimentos mais negativos, centra-se mais nas vitórias e menos nos fracassos,
tirar diariamente, ou pelo menos, várias vezes por semana, tempo para relaxar, cuidar
de si e dos outros pode marcar a diferença na vida dos seus filhos! Mas a verdade é que não há milagres. Muitas vezes, as estratégias mais simples e a atenção aos
pequenos detalhes marcam a diferença, porque cada caso, é um caso!

6 – Que mensagem final deixa aos pais sobre a importância da transmissão de
valores aos seus filhos?

Os pais têm que ser bons exemplos! Para além dos pais conhecerem bem os
valores, têm de praticá-los no seu dia a adia, porque as crianças vêem e refletem sobre
o que os pais fazem e estes serão sempre modelos positivos ou negativos para os seus
filhos! Valorizem o espaço em família, discutam em família como eram os valores
antigos, vejam o que as famílias da origem de cada progenitor defenderam como bons
valores, adequem aos tempos e às personalidades dos seus filhos. Abram-se ao diálogo
e à introdução de novas informações… Passem tempo em família e desfrutem ao
máximo de casa fase de vida em família…São as boas memórias e os bons conselhos
sustentados em laços afetivos verdadeiros que fazem a diferença na altura da decisão
dos jovens quando os pais não estiverem presentes!

 

Andreia Morais | Psicóloga Clínica, Mestre em Psicologia da Educação

+ artigos da autora em http://cinemasemconflitos.pt/author/aribeira/

 

Marcamos encontro aqui na próxima semana, ou todos os dias em cinemasemconflitos.pt

banner - cinema sem conflitos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here