Home Escola Carta Anónima | Corrupção/Manipulação da Opinião Pública/Colégios GPS

Carta Anónima | Corrupção/Manipulação da Opinião Pública/Colégios GPS

665
7

É o título da carta anónima que se encontra no site da FENPROF e anda a correr as redes sociais. É pena não estar assinada, mas compreende-se o motivo.

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?
Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [1.29 MB]

7 COMMENTS

  1. Mas ter que pagar explicações a mais de 100 euros/mês para os nossos filhos aprenderem as matérias não é menos vergonhoso, e não, não sou favorável ao privado mas sim a que analisem o tipo de “professores” que trabalham no público!

    • Os alunos do privado também andam em explicações, apesar de todos os apoios apregoados. Tenho 3 filhos e tive-os em todo tipo de ensino, público, com contrato de assoc. e privado. O mais novo vai ficar no público ao pé casa porque quem é bom é bom em qualquer lado e para ter que recorrer a explicações qualquer um serve!

  2. Quem escreveu esta carta só deu tiros nos pés!
    Será que deu?

    O autor da carta entrou por domínios que não conhece e com isso descredibilizou o conteúdo fundamental que queria atingir.

    A massa salarial de qualquer empregado não é o que ele recebe em valores ilíquidos, nem lá perto. Há prestações sociais e impostos para além do que se paga directamente aos empregados.

    Depois a questão dos subsídios de alimentação está desvirtuada. Ainda há seguros com trabalhadores, instalações e outros seguros inerentes aos edifícios e actividades.

    Portanto, o que esta pessoa escreveu é um descrédito completo, só porque entrou por meandros que não conhece.
    O essencial perdeu-se!

    Isto são maus exemplos de acções individuais não consertadas que fazem virar o feitiço contra o feiticeiro.

    Ou então a razão da minha dúvida: “Será que deu?”
    Depois de ler tudo, apenas retenho a sensação que quem escreveu isto sabia muito bem que estava a denegrir a imagem dos professores, pelo teor de ignorância que está expresso no essencial da carta. Números!

  3. cartas anónimas inspiram pouca ou nenhuma confiança, mas uma coisa é certa se existe de facto um professor a ir para o desemprego e escreve uma carta assim , seja verdade ou mentira o que descreve deve ser um péssimo professor pois só um imbecil acha que vai ser feliz desempregado, já se poderia ter despedido antes se não parece se importar muito, e evitar fazer queixinhas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here