Home Notícias Braga tem 24 turmas em isolamento

Braga tem 24 turmas em isolamento

439
0

Nos estabelecimentos de ensino da rede pública do concelho de Braga estavam, ontem, 24 turmas a cumprir isolamento por determinação da Autoridade de saúde local.
Estas 24 turmas correspondem a 2,25% do universo total de turmas que frequentam a rede pública da educação desde o pré-escolar até ao ensino secundário, envolvendo aproximadamente 1066 pessoas.

É no secundário que mais turmas estão em casa: uma dezena.

A cumprir isolamento estão ainda três turmas do pré-escolar, seis turmas do 1.º ciclo, duas turmas do 2.º ciclo e três turmas do 3.º ciclo.

A nível de ensino superior, a Universidade do Minho actualizou ontem a informação de que, até às 24 horas de quinta-feira, tinham sido reportados 57 casos de Covid-19 à Comissão de Elaboração e Gestão do Plano de Contingência Interno Covid-19.

O ‘Correio do Minho’ sabe que também no Centro Regional de Braga da Universidade católica já foi sido detectado pelo menos um caso positivo.

O aumento progressivo de turmas em isolamento e de casos de Covid-19 na comunidade universitária acompanha o aumento de casos de confirmados de Covid-19 na comunidade em geral.

Nos últimos dias Braga registou um aumento exponencial de novos casos de infecção pelo novo coronavírus.

Anteontem, ao final do dia, estavam confirmados um total de 2423 registados desde o início da pandemia, mais 394 do que no mesmo dia da semana passada..

Apesar do aumento de casos, tem havido uma disseminação bastante alargada das infecções, sem que tenham sido identificados até agora focos de contágio ou cadeias de transmissão com grande número de casos associados.

Apesar do aumento substancial de infecções, Ricardo Rio mantém a perspectiva de que “no actual cenário” não se justificam medidas mais restritivas para controlar a pandemia no concelho.

O facto das unidades de saúde ainda terem ampla capacidade de resposta tranquiliza, mas sempre com a consciência que a situação epidemiológica se pode alterar rapidamente.

“Neste momento, do ponto de vista do que é a avaliação do fim de linha nos cuidados de saúde, ou seja do Hospital, a situação está controlada, não se registando um grande fluxo de doentes Covid. Aliás, o nosso hospital tem tido capacidade para apoiar até outras unidades de saúde nesse âmbito. Esta é uma constatação que nos deixa menos preocupados”, admite Ricardo Rio, em declarações ao ‘Correio do Minho’.

O presidente da Câmara aproveita ainda para reiterar alguns conselhos que devem “ser seguidos à risca” por todos, como utilizar sempre máscara de protecção, lavar ou desinfectar fre- quentemente as mãos e manter o distanciamento social.

Porém, o maior apelo de Ricardo Rio é ao “sentido de responsabilidade” de quem sentir algum sintoma associado à Covid-19.

Ricardo Rio dirige um apelo especial à responsabilidade “de todas as pessoas a quem foi imposto o isolamento para que o respeitem”. O edil nota que mais do que o aumento de novos casos, tem vindo a aumentar exponencialmente o número de pessoas colocadas em vigilância activa. “É fundamental que estas pessoas cumpram o isolamento para que, no coso de estarem infectadas, quebrem a cadeia de transmissão”, realça.

Fonte: Correio do Minho

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here