Home Escola Bons ventos da 5 de outubro

Bons ventos da 5 de outubro

95
0

Tendo em conta que é tão difícil agradar aos sindicatos dos professores em particular a FENPROF, o facto de estes terem saído satisfeitos da reunião com a tutela não deixa de ser positivo. Claro que a nova base de sustentação governamental propicia outros ventos na 5 de outubro, a questão que se coloca é qual a sua intensidade e até quando irá manter-se favorável…vento

1ª reunião da FNE com novo ministro. Concursos, reposição salarial e descongelamento de carreiras foram temas principais

Fenprof diz positiva reunião com ministro Educação

(vejam aqui o comunicado da FENPROF)

Ministro da Educação insiste que vai ouvir “parceiros” sobre exames

De salientar a abordagem que foi feita sobre a composição das turmas, um assunto nuclear e que tão mal tratado foi nos últimos anos.

A Federação Nacional da Educação (FNE) acordou hoje com o novo ministro, Tiago Brandão Rodrigues, um método de consulta regular para rever temas importantes para os professores, como o regime de concursos e a composição das turmas.

No final de uma reunião no Ministério da Educação, o secretário-geral da FNE, João Dias da Silva, disse aos jornalistas que ao nível da composição das turmas foram abordadas questões como o número de alunos e a possibilidade de desdobramento em algumas disciplinas, nomeadamente na aprendizagem de línguas.

Para os professores, frisou, não é só importante o número de alunos por turma, mas também o número de turmas por professor.

“O objetivo é termos um sistema educativo que promova o sucesso escolar”, afirmou.

A questão da avaliação dos alunos esteve também em cima da mesa nas várias vertentes: externa, interna e aferida.

O ministro, segundo Dias da Silva, pediu o contributo da FNE para esta matéria, no sentido de elaborar um plano global e integrado para o ensino básico. “Tudo ao serviço de melhores resultados dos alunos”, acentuou.

Da tutela, a FNE recebeu também a garantia de monitorização e revisão, caso se revele necessário, dos contratos de transferência de competência para os municípios na área da educação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here