Home Escola Audição na CEC da Comissão de Representantes da ILC

Audição na CEC da Comissão de Representantes da ILC

5314
14

Fica o resumo de um momento histórico na democracia portuguesa e que deve orgulhar todos os que apoiaram esta iniciativa.

Um agradecimento especial aos Professores Luís Braga, Sandra Carmo, Anabela Magalhães, Armando Borlido, Rosa Faria, que tão bem representaram a comissão da ILC.

Fizemos o nosso trabalho!


minuto 1 – Valorização por parte da Comissão por estas iniciativas assumindo que o processo está enferrujado

minuto 4 – leitura da intervenção inicial da Iniciativa Legislativa pela professora Sandra Carmo, com fortes críticas a todo o processo de recolha de assinaturas,  deputados com discursos retóricos, comentadores de televisão que pouco ou nada sabem sobre a carreira dos professores e um Governo que tantas vezes mente que até parece que fala a verdade, etc…

“Aos senhores deputados resta-lhes apenas dois caminhos, continuar este jogo do empurra, … ou tomar medidas que reponham a justiça.”

minuto 17 – deputado Pedro Alves (PSD)

” As responsabilidades devem ser medidas consoante as conjunturas”

” O tempo de serviço deve ser todo reconhecido”

minuto 21 – deputada Joana Mortágua (BE)

“Os professores têm direito à recuperação integral do tempo de serviço”

“As negociações com os sindicatos são essenciais”

“Tentámos no Parlamento uma recuperação de 20% ao ano, essa iniciativa foi chumbada, pelo PSD e PS. O mesmo PSD que agora aqui diz que está ao lado dos professores”

minuto 24

“Vamos acompanhar (…) e votar a favor da vossa iniciativa”

minuto 25 – deputada Ilda Araújo Novo (CDS)

“Para nós só está em causa o modo e o prazo”

“Vamos aguardar quando for discutido no plenário”

“Vamos dar o nosso contributo para em trabalho colaborativo melhorar ainda mais o que é proposto”

minuto 28 – deputada Ana Mesquita (PCP)

“Todo o tempo de serviço tem de ser considerado”

“Apenas falta definir o modo e o prazo”

“O Governo tem de cumprir o que está em Lei”

“Os professores têm direito a todo o tempo de serviço”

minuto 32 – deputado Porfírio Silva (PS)

“Analisaremos as soluções propostas e determinaremos conforme a nossa posição”

“Nós não queremos que os professores sejam menos bem tratados que qualquer outro funcionário público”

“A via negocial é a via adequada para encontrar uma solução”

“Nós queremos que esta situação se resolva”

“Preocupou-me pessoalmente a tensão que houve no processo de recolha de assinaturas”

minuto 39 – Professor Luís Braga, intervenção final

“Enquanto a minha colega estava a ler, estava a olhar para vocês deputados e estava a reparar no vosso enfado”

“E estava a pensar gastar os meus 7 minutos e apenas ficar a olhar e ter a esperança que houvesse alguma vergonha para o que está a acontecer com os professores”

“Se os professores tivessem falhado como a plataforma de recolha de assinaturas falhou, os professores teriam um processo disciplinar”

Ouçam o resto, é capaz de ser o maior sermão alguma vez dado a deputados por um cidadão comum, que com muito orgulho chamo meu colega, professor Luís Braga.

Fantástico!

Vídeo gentilmente cedido pelo Blog DeAr Lindo.

14 COMMENTS

  1. Lamento escrever isto, mas logo o começo da intervenção de Luis Braga foi de uma má criação e arrogância inenarráveis.

    Perante o que se ouviu da reacção dos deputados, acusados de estarem ali “com ar de enfado” e perante a conduta irrepreensível, a educação e a superior inteligência do Prof. Alexandre Quintanilha, Luis Braga tentou arrepiar caminho não sem antes ter dado algum tempo, no final, ao seu ego enorme.

    • Desta vez discordo Ana. Há muito que os deputados mereciam ouvir umas boas verdades. Além disso, eles tratam-se muito pior e ninguém se queixa.

      • Alexandre, temos discordâncias. Esta é uma delas.

        Afinal, trata-se de 1 iniciativa de cidadãos, quase maioritariamente de professores.

        Se é para nos comportarmos do mesmo modo que se critica aos outros, entâo já nada vale nada.

        As verdades combatem-se com coragem e com educação. Não com “estados de alma” e ameaças meio bacocas.

        • Realmente de tudo o que se passou na Comissão o mais interessante foi realmente a constatação da minha falta de educação. Muito bem!!!
          Eu, por exemplo, achei imensa graça ao cochicho entre a Ex.ma Senhora Deputada Odete João e a Senhora Deputada Sónia Fertuzinhos durante todo o discurso da Sandra. Ou ao olhar lamentoso e envergonhado (com direito a sussurro mútuo) das duas deputadas do PC quando a Sandra leu a passagem do discurso sobre a ação, de partidos e sindicatos que muito dizem prezar a cidadania e a participação, contra a ILC (veículo de cidadania e participação). Do outro lado da mesa, ouvi uma a perguntar à outra “Isto fomos nós?”. E a resposta veio com um encolher de ombros …”pois”. Mais que os telemóveis, os computadores, o bichanar, o ar de gozo, o paternalismo foi isso que me irritou. E Ana, não queira ver-me a ser realmente malcriado….Sou minhoto… E de tudo o resto que se disse não fica nada….ó Ana…. O discurso da Sandra não lhe suscita nada?

          E para terminar, Koestler já escreveu há tanto tempo e a Ex.ma Senhora Dª Ana nunca leu….?

          Fica a sugestão https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2013/06/1295218-critica-livro-o-zero-e-o-infinito-compoe-retrato-agudo-do-totalitarismo.shtml

  2. Ainda bem que lamenta o que escreve! A arrogância e má educação vem de um conjunto de deputados que em vez de ouvirem o que os cidadãos vieram dizer, estavam ao telemóvel, ao computador e a fazer tudo menos dar a devida atenção ao que estava a ser dito. Aliás, todas as intervenções demonstram isso mesmo – nem sequer perceberam um dos pontos mais importantes da ILC – a remoção das vagas de escalões no processo de reposição.
    A indignação com a incompetência é um direito.
    E o Luís Sottomaior Braga exerceu esse direito.
    Quanto ao arrepiar caminho… mas não é óbvio que não arrepiou? Viu bem o vídeo até ao fim?
    Mas tudo isso é secundário. O importante é que 20.000 cidadãos farão o parlamento discutir uma lei de reposição da justiça para os professores.

  3. Aqui és Ana noutros blogues és F, mas o teu dna mantem-se hipócrita.
    Vai mas é fazer vénia ao PCP e amigos… anda vai.

    • Tudo Bem dito… só somos notícias não sendo igual!!!! estou farta do politicamente correto… se fosse eu nem falava nos 7 minutos!!!!

  4. Intervenção muito boa, se pecou foi por defeito, chega de amem!!!!!Temos que nos fazer ouvir… e não estar sempre no politicamente correto!!!! faria pior… não falava mesmos nos 7 minutos… a notícia é essa, de outra forma não somos notícia!!!
    Bem dito!!!

  5. Querido colega, que bem estiveste, mesmo sabendo eu que se pudesses os mordias!
    lembrei-me de Miguel Torga e das suas palavras:

    “Livre não sou, que nem a própria vida
    Mo consente.
    Mas a minha aguerrida
    Teimosia
    É quebrar dia a dia
    Um grilhão da corrente. ”

    OBRIGADA Luís Braga

  6. Parabéns Luís Sottomayor Braga…Com esta gente que, supostamente, nos devia representar e que nos desrespeita todos os dias, não se deve deixar nada por dizer!!!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here