Home Notícias Até 2023, 40 % Dos Alunos Dos Profissionais Devem Prosseguir Estudos

Até 2023, 40 % Dos Alunos Dos Profissionais Devem Prosseguir Estudos

1689
1

A discussão já foi iniciada em 2018, mas será na presente legislatura que o Governo vai avançar com a criação de regras específicas para o acesso dos alunos do ensino profissional a universidades e politécnicos. A ideia é diferenciar as portas de entrada e não sujeitar estes estudantes, que têm um currículo próprio e podem nem sequer ter as disciplinas sujeitas a exame nacional, às mesmas regras que os colegas dos cursos gerais do ensino secundário.

Mais uma vez, a meta é ambiciosa: se atualmente apenas 18% dos diplomados no ensino profissional prosseguem estudos superiores, a esmagadora maioria nos cursos técnicos profissionalizantes dos institutos politécnicos, o objetivo é chegar em 2023 aos 40%, num total de cerca de 10 mil inscritos.

O modelo de acesso ainda não está definido, mas deverá passar por “projetos piloto de natureza experimental” desenvolvidos pelas instituições que, voluntariamente, manifestem essa vontade. Algumas das suas vagas em licenciaturas seriam depois alocadas a estes candidatos, oriundos do ensino profissional.

O público adulto é outro dos alvos do programa de expansão do ensino superior. Para isso, há o compromisso de diversificar a oferta, pensando nas necessidades e características desta população e também em articulação com os empregadores e associações empresariais. Os números que o Governo pretende alcançar são os seguintes: que os adultos representem cerca de 20% dos novos estudantes de cursos técnicos superiores especializados e à volta de 10% nas licenciaturas de politécnicos e universidades.

A oferta de pós-graduações, dirigidas a públicos adultos e numa lógica de formação ao longo da vida, deve ser outra das apostas.

Também será desenvolvida uma “plataforma inovadora de ensino à distância de âmbito nacional”, em articulação com a Universidade Aberta e através de associações com outras escolas, com o objetivo de atrair cerca de 10 mil novos estudantes (adultos) por ano.

Fonte: Expresso

1 COMMENT

  1. Uma vergonha os alunos do Ensino Profissional entrarem no Superior sem exames. Isto só vem cavar a diferença entre aqueles que estudam para tal e os que têm facilidades a todo o nível, sem necessidade de se esforçarem para nada. Para além disso, chegarão a licenciarem-se às costas dos outros, sem o nível desejado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here