Home Notícias Que se assuma de uma vez. Acabem os chumbos!

Que se assuma de uma vez. Acabem os chumbos!

6749
2

E se os alunos passassem todos os anos e no final do seu percurso escolar fossem classificados consoante o seu desempenho? Saiam da escola com um certificado e com a respetiva nota. Por sua vez, este teria de constar obrigatoriamente em qualquer candidatura profissional ou de acesso ao Ensino Superior.

Esta ideia meia louca iria resolver muitos problemas, e no final o desempenho dos alunos ditaria o seu futuro. Facilitismo? Não… Apenas uma consequência do seu percurso escolar, bom ou mau…

Ministério autoriza seis escolas a inovar para pôr fim aos chumbos

(Isabel Leiria – Expresso)

Além da prometida flexibilização curricular que irá avançar num conjunto de escolas a partir de setembro, há seis agrupamentos que já receberam este ano letivo carta branca do Ministério da Educação para irem mais longe e testar novos modelos de organização escolar e de ensino com o objetivo de acabar com os chumbos. Trata-se dos agrupamentos de Freixo (Ponte de Lima), Cristelo (Paredes), Marinha Grande Poente (Leiria), Fernando Casimiro Pereira da Silva (Rio Maior), Vila Nova da Barquinha (Santarém) e Boa Água (Sesimbra).

A ideia é que estes seis agrupamentos desenvolvam “soluções inovadoras que respondam de forma ágil e adequada à eliminação do abandono e do insucesso escolar”, sem que estejam limitados aos despachos e normas que regulam quase todos os aspetos da vida escolar – desde a constituição das turmas fixas, passando pelo calendário escolar organizado em três períodos com avaliação quantitativa em todos, até à gestão dos programas e metas.

2 COMMENTS

  1. Eu gosto da ideia de as turmas não serem fixas, e os alunos frequentarem as disciplinas tendo em conta os seus interesses, por um lado, e seu aproveitamento por outro. Ou seja, se não passam a Inglês, ficam para trás no Inglês mas avançam nas outras disciplinas, por exemplo. E seria bom, por exemplo, poderem fazer exames ou testes que lhes permitissem avançar um ano numa determinada disciplina, se mostrassem capacidade para isso (principalmente em disciplinas como matemática ou as línguas, ou todas as que funcionam por níveis). O único problema disto (ou talvez não)? Os horários que teriam de ser completamente diferentes. É apenas uma ideia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here