Home Escola As políticas educativas e o seu narcisismo (atualizado)

As políticas educativas e o seu narcisismo (atualizado)

112
0

narcisismoNuno Crato caiu, voltou à sua vida, levou os seus tubos de ensaio, deixou as cobaias e neste momento usufrui dos benefícios que lhe foram pagos por todos nós. E pronto, é assim, as responsabilidades passam para outros e a porcaria acumulada será limpa pelos mesmos do costume, os professores.

Digo isto porque os exames do 4º ano têm os dias contactos, não foi por falta de aviso de pais e professores que era um erro o que se estava a fazer, mas pronto é assim, o homem sonhou, o homem criou. O que dirão os pais e os alunos que foram cobaias de mais uma política narcisista? O que dirão os pais e os alunos que foram prejudicados pelos resultados dos exames?

Ele foi embora, voltará para os seus “senos e cossenos”, mas nós, nós que cá andamos todos os dias, temos de nos ajustar novamente, adaptando rotinas e procedimentos, esquecendo o que foi dito preparando para o que será feito. É sempre a mesma “treta”, desculpem a linguagem, brincam com a educação como se a educação estivesse num tubo de ensaio. Bastava ouvirem quem cá anda, quem fica para dar a cara. Espero sinceramente que quem vai tomar posse tenha FINALMENTE o bom senso de nos ouvir, os “zecos”, que apesar de não terem doutoramentos “catitas” são capazes de perceber mais de educação do que muitos Srs Doutores que por aí andam…

Fica a notícia

Pais e professores concordam com o fim dos exames, mas de formas diferentes

Hoje (27 de novembro), saiu uma reportagem no jornal público que aborda esta questão e vai ao encontro do que referi em cima.

Fim dos exames do 4.º ano: as crianças andaram três anos a treinar “para nada”?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here