Início Escola As escutas nas salas de aula.

As escutas nas salas de aula.

145
0

gravarÉ o segundo caso em menos de uma semana de escutas em sala de aula. (Ver aqui o primeiro caso)

Os aparelhos tecnológicos têm um potencial enorme e deviam ser vistos como facilitadores do processo educativo, por esse motivo sou defensor da sua integração, desde que balizada em regulamento interno (exemplo). Porém, em caso de infração, deve existir mão pesada até para dissuadir os potenciais prevaricadores.

As escutas são um tema fraturante do mundo dos adultos, são vários os casos mediáticos em que as escutas nada provaram apesar de tudo provarem… Agora imaginem o que é milhares de jovens, conhecidos pela sua falta de lucidez, terem nos bolsos autênticos gravadores de áudio e vídeo ainda por cima em alta definição. A qualquer hora, em qualquer lugar, tudo pode ser registado e não é por estarem dentro de uma sala de aula que por artes mágicas os ditos deixam de ser utilizados.

O estatuto do aluno é claro sobre esta matéria.

artigos uso telemóvel

Quem lida com crianças e jovens compreende que muitas vezes o discurso tem de ser adaptado. É frequente os professores utilizarem uma linguagem mais corriqueira para que os seus alunos entendam de forma mais eficaz a mensagem/advertência que se pretende passar. Estas frases fora do contexto, expostas a entidades externas que não compreendem a relação espaço-temporal entre aluno e professor, podem ser interpretadas como algo que na prática não o foi.

Não estou com isto a defender que os professores podem dizer tudo o que lhes vem à cabeça, não podem. Existem limites que qualquer um, professor ou não professor não devem ultrapassar. Mas neste momento e se a moda pega, o professor será um dos alvos prioritários da febre do Big Brother e todo o cuidado é pouco.

Sobre a questão das injurias/agressões, estas podem ser vistas de duas maneiras. A grande diferença, e essa é a questão central, é que enquanto um professor que gera empatia num aluno até lhe pode dar um “calduço” ou fazer um comentário jocoso que este encara-o como um ato de afeto. Outro professor que não tem a empatia desse aluno, se comete o erro de dizer “ai” em vez de “ui”, pode arranjar um problema com consequências desagradáveis para o seu futuro.

Basta um email… um simples email para o sítio certo e temos o caldo entornado…

Fica a notícia de mais uma escuta em sala de aula.

Gravação apanha docente

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here