Home Escola As desconfianças dos exames…

As desconfianças dos exames…

86
0

desconfiançaAgora é o Ministro Nuno Crato que desconfia das notas de Matemática (a obsessão com Matemática deve ser patológica…), em virtude da subida de 3 valores comparativamente com o ano transato. Todos os anos é a mesma coisa, analisa-se as notas internas, compara-se com as notas externas, verifica-se a evolução do ano passado com o presente ano, compara-se com as médias nacionais e depois festejamos ou frustramos com a classificação nos rankings nacionais. Ce la vie!

Ao mesmo tempo que decorre este processo, decorre outro em paralelo, principalmente se os resultados forem negativos…

São os professores dos alunos a culpar os ditos pelos maus resultados, são os pais a culpar os professores/filhos pelas expetativas defraudadas. Por sua vez, os outros professores questionam o desempenho dos colegas, ao que o diretor se junta fazendo contas para o “trambolhão” que vai levar no ranking e consequente diminuição de apoios no ano seguinte. O Ministro desconfia do IAVE, as associações de professores questionam o grau de dificuldades dos exames, os partidos da oposição lançam farpas ao aproveitamento político dos resultados obtidos, and so on and so on…

Tudo isto prova a dificuldade do processo avaliativo, quer seja interno ou externo. Avaliar não é justo, é a tarefa mais difícil no ensino, mesmo para disciplinas factuais como a Matemática a avaliação não consegue ser objetiva.

Anda tudo às turras e esquecem-se que tudo isto, toda esta panóplia de conclusões, análises e comparações depende de um simples momento… a subjetividade do aluno, a sua folha e a sua caneta… E isso meus caros, até podem fazer o pino, mas nunca vão conseguir controlar…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here