Início Família As crianças e os brinquedos ou os brinquedos e as crianças?

As crianças e os brinquedos ou os brinquedos e as crianças?

118
0

brinquedoVivemos em tempos consumistas, disso não há a mínima dúvida, cá por casa desde fins de outubro até finais de dezembro (a criança nasceu a 31 de dezembro…), a minha filha sempre que está a ver a publicidade dos brinquedos, entusiasticamente diz “quero ter isto!!! quero ter isto!!!”, com um tom de voz efusivo e olhos cintilantes…

Não, não tem tudo o que quer e o assunto está mais que esclarecido. Porém, não posso dizer que a minha filha, como muitas outras deste país, têm poucos brinquedos. Com diversos “fornecedores” familiares, ávidos de satisfazer a criança, bebendo toda a sua alegria como se um shot de felicidade se tratasse, passando por estratégias cada vez mais eficazes de marketing infantil, aliando-se à rivalidade entre pares do “a não sei das quantas, já tem a barbie não sei quê…” levam muitas vezes a excessos que são difíceis de evitar.

Além de orientar, importa estabelecer limites, associando as prendas a momentos especiais. Além disso, o excedente pode sempre ser utilizado para incutir a solidariedade, nomeadamente através da oferta de brinquedos menos utilizados a instituições de caráter social, prática comum cá por casa.

Como tudo na vida, “q.b” é a solução, cabe a nós temperar com a dose certa…

Fica um artigo do sitio Observador, intitulado:

Será que as nossas crianças têm brinquedos a mais?

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here