Início Escola Ao Cuidado Do ME, Alunos E Professores – As 6 Profissões Do...

Ao Cuidado Do ME, Alunos E Professores – As 6 Profissões Do Futuro

2265
1

A escola prepara o futuro dos nossos jovens, mas para preparar o futuro, tem de posicionar-se perante ele, antecipando-o preferencialmente.

Sou um defensor de uma mudança significativa nas cargas letivas e do número de disciplinas desde o ensino básico. Defendo também uma alternativa ao sistema tradicional logo a partir do 7º ano. Não é verdade que os alunos sejam demasiado novos para seguir um ensino mais direcionado, pois quem está nas escolas todas os dias, percebe que uma percentagem significativa de alunos está desmotivada com o modelo atual, seja mais ou menos flexível.

Julgo que as matrizes curriculares precisam de um refresh, existem contrassensos evidentes com o que a sociedade precisa, valoriza, procura e paga(rá). Porém, sei que mexer nesta área é como lançar gasolina para uma fogueira e sinceramente não me apetece estar a ser apedrejado a um domingo…

As ofertas de Escola podem perfeitamente ter em consideração estas áreas, indo ao encontro de um futuro que está mesmo ao virar da esquina.

Deixo-vos com as 6 profissões que em 2030 estarão na moda. Curiosamente sobre a última, há cerca de um mês criei uma página no facebook sobre a dita temática e que podem ver e seguir aqui.


Estas são as 6 profissões do futuro

Em 2030, a paisagem laboral deverá ser bem diferente daquilo que é hoje. O Fórum Económico Mundial indica mesmo que muitas das competências que os funcionários oferecem às empresas terão mudado. A Adecco vai mais longe e indica que 75 a 85% das profissões que serão mais procuradas dentro de 10 anos ainda não existem hoje.

– Especialistas em clima e meio ambiente: controladores da pegada de carbono, agricultores verticais de culturas hidropónicas, forças de segurança capazes de lidar com delinquentes ecológicos são algumas das profissões necessárias para assegurar que o planeta se mantém vivo e de boa saúde;

– Piloto e controlador aéreo de drones: actualmente, os drones são usados para tarefas de pesquisa e manutenção, mas estão já a ser dados os primeiros passos no uso comercial com tarefas de distribuição e transporte;

– Especialistas em impressão 3D: a gestão de impressoras 3D não será exclusiva do mundo da construção e arquitectura ou indústria. Também os avanços na medicina beneficiarão da ajuda de profissionais de impressão 3D, aumentando a procura por estes especialistas;

– Especialistas em tráfego automatizado e veículos sem motorista: serão precisos engenheiros especializados capazes de projectar veículos de nanotubo de carbono leve ou modelos básicos de transporte, como bicicletas sem pedais. A previsão aponta também para a necessidade de criadores de experiências para viajantes;

– Intérpretes de Big Data: Existem, actualmente, mais de 5,5 milhões de máquinas interconectadas. Até 2030, espera-se que existam mais de 50 milhões. Para controlar este número crescente de máquinas e dados serão precisos especialistas multidisciplinares com conhecimento de Big Data;

– Especialistas em criptomoedas: com a expansão das criptomoedas (não só em termos de utilização mas também de número de opções disponíveis), cresce a procura por especialistas em aspectos legais e segurança, por exemplo.

Fonte: Executive

1 COMENTÁRIO

  1. Concordo plenamente.
    Tudo será melhor do que o faz de conta em que vivemos, que empurra alunos, sem quaisquer competências, para satisfação estatística, apesar das manifestas dificuldades que o futuro lhes reservará.
    Parece que as preocupações são mais retóricas do que reais, as pessoas contam muito pouco, caso contrário o analfabetismo funcional não seria uma realidade tão pesada, assim como as dificuldades de raciocínio nas situações mais elementares e comuns do quotidiano. As escolas também não estariam sufocadas em “celulose e lixo eletrónico”!
    A educação precisa, sobretudo, de coragem para enfrentar os fracassos de sonhos educativos, provavelmente muito bem intencionados, mas que foram esmagados pela realidade! Se não o fossem, não se perceberia o frenesim constante do quotidiano escolar, como se a palavra de ordem fosse estar sempre em movimento, tal Coelho Branco de Alice no País das Maravilhas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here