Home Notícias António Costa “Amanhã deixo aí as minhas filhas”

António Costa “Amanhã deixo aí as minhas filhas”

4167
6

A opinião da apresentadora Ana Marques representa provavelmente a opinião de muitos pais, ou talvez não…


Na tarde desta quinta-feira, dia 21 de janeiro, António Costa, anunciou o encerramento das escolas, por 15 dias.

A apresentadora de televisão, Ana Marques, recorreu às redes sociais, para comentar esta decisão do primeiro-ministro de Portugal.

Na sua conta do Instagram, a apresentadora, que é mãe de duas filhas gémeas, Francisca e Laura, de onze anos, atirou:

“Sr. Primeiro Ministro. Amanhã às 8:20 deixo aí, no Palácio de São Bento, as minhas filhas. Levam uma lista de brincadeiras para fazer nestas férias. Acredito que vai ser giro aprender, com elas, umas coreografias do TikTok e sugiro que façam também uma horta urbana… é sempre pedagógico… Grata”

“Acho que as crianças devem ir para casa, devemos todos ir para casa… Mas, com melhores ou piores condições, as aulas à distância criam uma rotina, uma ocupação. Não descontinuam o processo educativo. Como se seguram crianças pequenas ou adolescentes fechados em casa? Certamente vão ocupar os seus dias nas redes sociais… Talvez o instrumento menos pedagógico”, acrescentou.

Fonte: Dioguinho

6 COMMENTS

  1. Como é que esta menina/senhora tem ocupado as filhinhas, nas interrupções anteriores (pelo menos desde os 6 aninhos), do Natal, Carnaval e Páscoa e parte do verão?
    Levou-as aonde? Ao bispo de Viseu?

    Mais juízo e menos estupidez, nunca fizeram mal a ninguém.

  2. Continuando na mesma linha de pensamento, se é que este tipo de comentário da querida Ana Marques merece o que quer que seja, a senhora já pensou em ensinar às sua filhas as lides caseiras, o autodidatismo (dentro dos limites razoáveis e adequados à sua faixa etária), croché, tricô, TIC (conhecimentos básicos que lhes permitam fazer algo útil que não seja ver a mãezinha em programas fúteis e surreais como a “Passadeira Vermelha”)?
    É que os professores não são amas, palhaços, técnicos de tempos livres, treinadores de circo, etc como a senhora pensa.
    Há limites e, desculpem a sinceridade, lamento imenso que o ComRegras publique e dê protagonismo a tais idiotices extremas, típicas da acefalia que grassa pelo país fora …

  3. Se as escolas e afins não fechasse e se as nossas crianças comes a cem a desenvolver sintomas COVID e ficassem com sequelas para a vida inteira, na minha opinião seria bem mais dramático do que as ter em as 15 dias ou até 1 mês que seja. Sejamos razoáveis e prestem mais atenção aos gráficos apresentados pelos epidemiologistas. As faixas etárias cujas infecções crescem a um ritmo de 60% são mesmo as das nossas crianças!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here