Home Escola Alunos com Necessidades Educativas Especiais continuam a aumentar….

Alunos com Necessidades Educativas Especiais continuam a aumentar….

359
2

Já são 82,226 (aumento de 5%) os alunos com necessidades educativas especiais (NEE). A questão não é consensual, até mesmo dentro de portas, vários são os professores que questionam a inclusão de alguns alunos na educação especial. O comportamento e dificuldades de aprendizagem são por vezes confundidas com necessidades educativas especiais, não podemos ignorar que estes alunos têm a vida mais “facilitada” na escola e todos sabemos de casos onde os pais e até alguns professores pressionam para incluir certos alunos na educação especial.

Vários especialistas têm alertado para a possibilidade de estarem a ser desviados para a educação especial alunos com problemas de comportamento ou dificuldades de aprendizagem transitórias e que não se enquadram por isso na definição de NEE, que têm de ter na base limitações permanentes.

A quantidade de alunos com NEE, pode levar a alterações no modelo de diagnóstico. Quantos mais alunos com NEE, mais professores terão de existir, e quantos mais professores, maior a despesa…  despesa e educação não costumam ter autorização para andar de braço dado…

Também se registou um aumento de 7% no número de docentes a desempenharem funções de educação especial nas escolas públicas. Eram 6797 em 2015/2016, são 7264 em 2016/2017.

No entanto, é importante salientar os benefícios deste projeto, que ajuda diariamente milhares de alunos que de outra forma cairiam no abandono e esquecimento. O trabalho dos professores de educação especial, é de uma dedicação exemplar e não é qualquer um que tem a paciência necessária para lidar com certas tipologias de aluno.

Número de alunos com necessidades educativas especiais voltou a aumentar

(Público – Clara Viana)

Alexandre Henriques

2 COMMENTS

  1. Quando passam alunos que mal sabem ler para o 5 ano estão certamente a criar artificialmente alunos com dificuldades especiais. como isto é quase regra em Portugal não é para admirar que este número cresça a cada ano que passe. Hoje em dia não é sequer necesário estudar no ensino básico em Portugal, basta entrar neste esquema. Se existisse uma fiscalização séria aos alunos com dificuldades reais de aprendizagem não existiria nem sequer metade.Qualquer dia os empregadores tèm que perguntar aos candidatos a empregos com o ensino básico se por acao sabem ler.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here