Home Sociedade Alimentos Que Melhoram O Foco E A Capacidade De Concentração

Alimentos Que Melhoram O Foco E A Capacidade De Concentração

385
0

Como os atletas se preparam e o que podemos levar para a sala de aulaÉ de conhecimento geral que a alimentação é parte importantíssima para o bom rendimento de atletas. No entanto, comer bem e sem extravagâncias não é relevante apenas para o lado físico: o bem-estar mental também é beneficiado com a ingestão correta de certos alimentos que podem fazer a diferença influenciando positivamente na concentração e foco. E se a comida ajuda um atleta a ter um bom desempenho, com certeza pode ajudar a melhorar o desempenho dos alunos nos estudos.

Não é preciso ir muito longe para aproveitar os benefícios que a alimentação adequada oferece para a parte mental. Alguns alimentos tradicionais e presentes na rotina brasileira, como abacate e café, são importantes agentes no aumento da concentração e foco.

Abacate — A gordura monoinsaturada presente nos abacates, conhecida popularmente como a “gordura boa”, ajuda a melhorar a comunicação entre as células cerebrais. Além disso, por ser rica em tirosina, vitamina K e ácido fólico, a fruta é uma poderosa aliada para sustentar o bom nível de concentração que os atletas e alunos precisam ter.

 

“Mais de 60% do cérebro é feito de gorduras. E, claro, de gorduras boas. Aí sim (através de alimentos saudáveis) você consegue uma transmissão neurológica saudável. Cuidado com as gorduras más. Hidrogenadas, saturadas, excesso de fritura, pois isso atrapalha a relação cerebral”, aponta a nutricionista Karin Honorato.

Nozes — Excelente alimento para o cérebro, as nozes auxiliam a manter o fluido cerebral em bom funcionamento e também melhoram o estado de alerta mental. Isso porque as nozes contêm alto teor de ômega-3 e são essenciais para o bom funcionamento das membranas, vitamina E e B1.

Como benefício adicional, as nozes contêm uma boa quantidade de ferro, o que aumenta a agilidade mental e a capacidade de reter informações. Segundo o químico Joe Vison, mentor de um estudo publicado pela Universidade da Pensilvânia, para obter todos os benefícios das nozes é recomendado ingerir sete unidades do fruto seco por dia.

Café — Importante no combate da fadiga mental, o café também é uma das bebidas que tem relação direta com o aumento do poder de concentração e sensação de bem-estar. LeBron James, um dos aletas mais bem pagos do mundo, é adepto do café até mesmo quando está no banco de suplentes: “O café ajuda a manter a minha concentração lá em cima e a não perder o foco durante as partidas.”

Já se sabe do poder do café, principalmente o efeito de tomar uma chávena pela manhã antes da rotina, seja de trabalho como de estudos. Mas um levantamento feito pela Universidade do Futebol mostrou que além do protocolo tradicional — no qual indica ingerir uma dose de 5 a 6 mg/kg 60 minutos antes da prática desportiva —, a utilização da cafeína, desde que consumida de forma moderada, também é benéfica durante a prática desportiva.

Maca peruana — Nativa das regiões montanhosas do Peru, na Cordilheira dos Andes, a maca peruana disponibiliza uma ampla gama de minerais e vitaminas que ajudam a melhorar o foco, clareza mental e impulsiona a função cognitiva.

“O uso regular da maca peruana pode resultar em um aumento da resistência física e melhoria do desempenho em exercícios e atividades desportivas”, aponta a nutricionista Aline de Andrade.

Chocolate escuro — Quando consumido em quantidades moderadas, o chocolate escuro (com alto teor de cacau) tem alguns benefícios significativos para a saúde mental.

Além de conter flavonoides — poderoso antioxidante que ajuda a impulsionar o fluxo sanguíneo para o cérebro — a cafeína presente no chocolate é um importante aliado à concentração, pois é um estimulador natural do sistema nervoso.

Peixes e vegetais folhosos verde-escuros — O ômega-3, presente nos peixes de águas profundas, como o salmão, por exemplo, facilita a comunicação entre os neurônios. Já os vegetais folhosos verde-escuros são ricos em vitamina B6 e ajudam o cérebro a fabricar neurotransmissores para obter atenção.

Ambos estão presentes na dieta do desportista Tom Brady, maior vencedor da história do futebol americano. É o que afirma Allen Campbell, chef de cozinha do atleta: “80% da dieta são vegetais. Eu compro os vegetais mais frescos. Se não é orgânico, não uso. E grãos integrais: arroz integral, quinoa, milho, feijão. Os outros 20% são carnes magras: bife orgânico alimentado com capim, pato e frango. Quanto ao peixe, eu cozinho principalmente salmão selvagem.”

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here