Home Escola Afinal os professores até deviam chumbar mais alunos

Afinal os professores até deviam chumbar mais alunos

1433
1

Sobre os resultados das provas de aferição e agora que estamos na fase do “ai ai ai” que o barco vai ao fundo e que vamos todos morrer, umas breves reflexões:

Não deixa de ser curioso, que cada equipa ministerial que chega, apresenta dados catastróficos no início do seu mandato.

Não deixa de ser curioso, que dados internacionais apontem para uma clara evolução dos resultados escolares dos nossos alunos de forma consistente ao longo dos últimos anos.

Não deixa de ser curioso, que se tirem conclusões catastróficas do ensino em Portugal, quando os dados obtidos consistem em informações retiradas a meio do percurso escolar (meio do ciclo).

E não deixa de ser curioso, que as vuvuzelas da desgraça soprem a toda a força, quando as provas foram realizadas com o conhecimento prévio dos alunos de que não valiam para nada…

Agora pergunto, perante tal calamidade, as provas estariam adaptadas às características dos alunos?

 

E se estavam e se tudo o que disse antes não vale para nada, será que os professores passaram de repente a ter razão quando chumbam tantos alunos? Ou devemos passá-los sem eles saberem nada???

Os pais vêm agora dizer que o modelo de ensino tem de mudar, eu que sou apologista de um modelo mais flexível, mas exigente, não subscrevo o tom.

Por isso gostava de saber a opinião da CONFAP sobre estas duas notícias…

PISA. Alunos portugueses acima da média da OCDE pela primeira vez em 15 anos

(Observador)

Alunos do 4.º ano estão melhores a matemática e até ultrapassaram a Finlândia

(Observador)

Já dizia o outro… é preciso ter calma…

 

1 COMMENT

  1. Para quem começo com um discurso mansinho de que uma prova não significa muito, que tem de se relativizar os resultados de exames; que avaliar é muito mais que fazer testes, parece que tudo mudou num repente…
    Mas agora já não sabem nada??? Uma prova de aferição é assim tão determinante???? Os resultados do TIMMS e do PISA já não contam ? Parece que não. Soluções? O Ensino centrado no aluno e toda a patranhada do aprender a aprender etc e tal… Resultados se forem por esse caminho: alunos que não irão ter vocabulário , logo não sabem pensar; desconhecimento de qualquer axioma, e , por conseguinte, incapacidade de construção de conhecimento consistente; passagens administrativas com alunos a transitarem alegremente sem saberem nada, e , como não sabem o que está a montante jamais saberão o que está jusante….
    Há uma questão fundamental no meio de tudo isto, e dou razão ao Alexandre Henriques, a indisciplina que grassa na maioria das escolas portuguesas e a defesa da autoridade dos professores! Na Finlândia , que tanto gostam de citar, a disciplina e a autoridade dos professores são um facto! E , frise-se, não falo aqui de autoritarismo mas do respeito de regras claras e consequências para quem não as cumpre, alunos e responsabilização dos encarregados de educação!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here