Home Escola Afinal, por onde anda o Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar?

Afinal, por onde anda o Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar?

281
0

Quem é professor, lembra-se das reuniões de departamento, conselhos pedagógicos, reuniões gerais e conselhos gerais que no final do ano passado foram realizados para produzir o novo projeto para o Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar. Também se devem lembrar da pressão que houve para entregarmos os ditos projetos, tal não era a sua importância.

Lembro a quem se destinavam:

Destinatários

Lembro as obrigações da tutela:

Condições do ME promoção do sucesso

Projetos feitos, projetos entregues, expectativas criadas…

Mas pelos vistos o tão falado Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar não é para todos, este resumiu-se a 1 recurso (=1 professor/psicólogo/etc) para as escolas que não têm contrato de autonomia, para as outras… bem… para as outras fica a satisfação de terem realizado mais um projeto para forrar uma gaveta qualquer.

Mas isso não impede que o nosso Primeiro Ministro venha falar deste “grande” sucesso.

“Em todos os 800 agrupamentos, foi lançado um programa para o sucesso escolar, associando a comunidade educativa, às autarquias e ao conjunto da sociedade. É isso que justifica todo o esforço que temos de fazer e que explica também o novo método de avaliação, com o qual se pretende aferir o conhecimento e dar oportunidades às escolas e famílias para fazerem o trabalho com cada uma das crianças”, defendeu.

Lembro que já nos contratos de autonomia implementados pelo anterior governo, a festa foi muita, os sound bites percorreram as manchetes dos jornais, mas ao espremer todos os projetos que as escolas e seus professores (que perderam horas a realizá-los) fizeram, saiu a pequena gota de 1 recurso, e a sempre pronta resposta: “podem implementar os vossos projetos com os recursos já existentes na escola”. Ora muito obrigado…

E assim vamos, felizes e contentes, hasteando a bandeira da colocação de professores para ofuscar muitos dos problemas que as escolas têm e que até são reconhecidos indirectamente quando se promete mais investimento na educação para 2017.

Governo vai dar prioridade ao investimento na educação, diz Costa

(RR)

Espero que esta nova promessa, mais uma, tenha melhor sorte que prometida redução de alunos por turma, onde se chegou a justificar a sua não implementação por motivos… pedagógicos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here