Home Escola ADN, esse malandro…

ADN, esse malandro…

233
0

Do site Pais&Filhos.

Gostar ou não da escola tem fundo genético

adnHá muitos motivos que podem levar uma criança a gostar da escola ou encarar as aulas e os TPC como autênticos sacrifícios: o historial pessoal ou familiar, dificuldades cognitivas ou comportamentais, o enquadramento social e inúmeros outros. Agora, parece que as caraterísticas genéticas herdadas dos pais têm também de ser colocadas nesta equação da motivação, ou desmotivação, escolar.

A importância do ADN é tal que investigadores da Universidade Estatal do Ohio (EUA) garantem que influencia metade da predisposição para aprender. Pelo menos, são as conclusões de um estudo que envolveu 13 mil pares de gémeos verdadeiros dos nove aos 16 anos, originários de seis países: Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, Japão e Rússia. A outra metade da motivação escolar resulta do ambiente em que a criança vive. Juntos – a estrutura genética e os dados ambientais – criam a receita final.

O relatório que acompanha este trabalho científico, publicado no jornal “Personality and Individual Differences”, garante que a motivação académica deve ser encarada “pela mesma lente que é usada, por exemplo, para as questões da obesidade ou doença cardíaca” nas quais são levadas em linha de conta “as influências genéticas e ambientais”.

O catedrático Stephen Petrill participou na investigação e ressalva que a genética não leva, necessariamente e apenas por si só, ao sucesso ou fracasso na escola. Mas “se queremos criar o melhor ambiente possível, aquele que vai motivar a criança, temos de contar com possíveis diferenças biológicas” entre todos os alunos.

Nos seis diferentes estudos, os gémeos (que partilham os mesmos genes e podem assim ser comparados biologicamente) completaram questionários para avaliar os seus gostos escolares e o nível de satisfação com a aprendizagem. Apurados os resultados, os investigadores chegaram à conclusão de que cada um dos fatores – genéticos e ambientais – são responsáveis por entre 40 e 50 por cento da motivação demonstrada.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here