Home Escola Adeus meninos, sejam felizes ;)

Adeus meninos, sejam felizes ;)

243
2

abraço professoraCai a cortina sobre mais um ano letivo, um ano carregado de muito trabalho e muitas emoções. A escola é um meio complexo, mutável e cada dia, cada aula e cada intervalo vem embrulhado de surpresas, boas e más… Foram zangas, amizades, partilhas, mexericos, sorrisos, lágrimas, abandonos e regressos, de tudo um pouco se viu, de tudo um pouco se sentiu…

A terapia de ouvir o silêncio dos corredores vem acompanhada da sensação amarga de os ver partir. Existem turmas e existem turmas, existem alunos e existem alunos, e uns ficam sempre cá, num espaço bem escondido, um espaço que o tempo camuflou para não correr o risco de ver a voz embargar ou os olhos molhar na altura de dizer, “adeus, boa sorte, que tudo vos corra bem…”

A última aula não é uma aula qualquer, é impossível não olhar para trás e lembrar todos aqueles momentos que passámos em conjunto, a atmosfera é diferente e vê-se na cara dos “meninos” a vontade de uma conversa diferente, algo que registe aquele momento para sempre, como um filme com um final feliz. Ouvem-se piadas deles e minhas, tudo para descomprimir o ambiente, pois ambos sabemos que é o momento onde tudo termina e o adeus está iminente. Para estes, que não são todos, o discurso diferente, mais pessoal, sem máscaras, sem filtros, não é do professor Alexandre, mas simplesmente do Alexandre.

Também eu tenho as minhas preferências, as minhas alegrias, as minhas tristezas e receios. Sempre que saía da sala dos professores e pegava no vosso livro de ponto, fazia-o com um sorriso, contrapondo com os suspiros de cansaço e desabafos dos meus colegas. Partilhar este espaço convosco ao longo destes anos foi para mim um privilégio. Nem tudo foi fácil, e houve momentos em que pareceu que não estava do vosso lado, mas estava, estou e sempre estarei. Tudo o que vos disse foi para o vosso bem, mesmo quando mostrei as minhas rugas, a minha voz engrossou e ultrapassei os decibéis do razoável, fi-lo  para vos obrigar a não ir por aí, pois esse caminho já o conheço de cor e já vi o que vos poderia fazer…

Se me permitem, uma ultima lição…

Abre-se agora um novo mundo, fora do conforto e da segurança da vossa escola, do vosso lar. Não tenho dúvidas que o futuro será risonho, mas obstáculos irão surgir e cada gesto, cada atitude, cada palavra, cada momento, serão uma oportunidade para mostrar quem sois. Sejam cada vez melhores pessoas, não apenas por vocês, mas acima de tudo pelos outros. As vossas ações são o que vos define, não aquilo que sabem, a casa que vão ter, o carro que vão guiar, ou o número de amigos que têm no facebook, instagram ou twitter… 

Sejam melhores filhos, melhores irmãos, melhores pais, melhores maridos e melhores esposas, sejam aquilo que gostavam de ver nos outros, mas sejam-no de forma pura e genuína, não para parecer bem, mas para ser bem…

Sejam felizes amigos, sejam felizes…

Ser professor é ser mais do que 45/60/90 minutos numa sala de aula a debitar matéria. Ser professor é ser uma rede de segurança social e afetiva. Apesar de todas as amarguras, frustrações e dificuldades diárias, quando a cortina fecha e olhamos para trás, não há melhor sensação do que a sensação do dever cumprido, de ter feito a diferença e com um bocadinho de sorte, ter marcado aquela criança/jovem de algo bom, genuíno, sincero, que ficará para o resto da vida e que será transmitido a outros… e talvez… daqui a uns anos… ouçamos uma pequena palavra que resumirá toda a nossa dedicação – obrigado professor!

E nesse momento tudo fará sentido e sentimos que ser professor é a melhor profissão do mundo…

Obrigado Professor – Alunos surpreendem Professores no Agrupamento de Escolas Fazendas de Almeirim

2 COMMENTS

  1. …nada do ser lamechas portuguesinho: uma menina de 10 anos segurou na moche e atirou o ano para trás aos quatro ventos com um “cada um tem a sua vida!” e sumiu dali até onde o olhar alcança…sem mais! aí, valente!

    • Também tenho desses e o texto não é para eles, nem para professores que só têm voz de machão ou julgam que o são. Por vezes falta um pouco de lamechice num meio com tantos espinhos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here