Home Editorial A “trivela” de Quaresma: um ato cidadão que honra a seleção e...

A “trivela” de Quaresma: um ato cidadão que honra a seleção e Portugal

829
0

O racista autor da proposta inconstitucional de confinamento especial da comunidade portuguesa cigana não merece o tempo que possamos gastar com ele. Entrou naquela categoria de politiqueiro manipulador e demagogo que nem merece o esforço de se lhe pronunciar o nome.

Quaresma mostrou a força da sua Educação e do seu valor como cidadão ao responder-lhe com serenidade e elegância.

Espero que, da próxima vez que jogar na seleção, isso seja especialmente assinalado pelo público e os seus colegas venham associar-se a ele.

Se a seleção é “embaixadora de Portugal”, ele foi embaixador dos valores que queremos para Portugal.

O Parlamento não vai aprovar a proposta do artista do “Chega-Basta”. Vai chumbá-la por unanimidade de todos os outros deputados porque Portugal não é a Hungria. E as comemorações do 25 de Abril tem valores por trás. Não podem ser só um evento que alguns quiseram tornar polémico.

Há momentos em que se espera dos políticos democratas que tracem uma linha no chão e façam escolhas claras e excludentes de quem ataca os valores dos Direitos Humanos e da Democracia.

Creio que a Esquerda já assumiu isso. Mas é à Direita democrática portuguesa que cabe mostrar que vai condenar e isolar o racista demagogo. A Liberdade e os Direitos Humanos não são património político de ninguém mas a essência da vida democrática.

E para aqueles que querem um confinamento especial para ciganos só recordo que coisa assim também quis Hitler.

E conseguiu: em Auschwitz havia um “campo especial” para ciganos.

Os ciganos foram, às centenas de milhar, vítimas do holocausto da 2ª guerra mundial (que terminou há 75 anos exatos).

Na sua língua chama-se a esse período Porajmos.

Grande número das vítimas de Mengele, o médico carrasco que experimentava tratamentos cruéis nos prisioneiros, eram Roma ou Sinti.

Quem se deixa seduzir por ideias nazis não deve surpreender-se que lhe chamem nazi.

Sugerir apartheid e “confinamentos especiais” para ciganos é uma ideia nazi.


Atualização – 8/5/2020

Em defesa da honra…

Chega de racismo mascarado de pseudo isenção educada

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here