Início Rubricas A Propósito Do Reforço Da Internet Nas Escolas

A Propósito Do Reforço Da Internet Nas Escolas

262
1

Hoje é notícia que o Ministério da Educação vai reforçar a internet nas escolas. Esta notícia é boa, pois permite o uso pedagógico de ferramentas, como o Kahoot, que possibilita fazer questões de aula e corrigi-las de forma simplificada. Refiro este programa a título exemplificativo, mas há mais.

É verdade que todos os alunos têm telemóveis e portanto com uma boa internet se pode fazer uso deles para fins pedagógicos. É um avanço, mas não chega, porque é necessário utilizar outras aplicações informáticas, como programas de contabilidade e de faturação, para só falar os necessários na minha área e previstos em programas de algumas disciplinas.

Ora a utilização de tais programas e acima de tudo ter a possibilidade de fazer uma avaliação diferente, com base em trabalhos, por exemplo, exige computadores. A minha escola tem 6 salas equipadas para 40 turmas, pelo que muitas vezes esta possibilidade de acesso a uma sala de informática para dar um módulo com avaliação por trabalho torna-se difícil ou mesmo impossível, porque as seis salas são prioritárias para os cursos de informática e os outros ficam com as sobras. Exemplificando um módulo da disciplina de economia refere-se ao IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) que se pode dar explicando a construção do índice e como interpretá-lo, com avaliação por teste, ou colocar os alunos a fazer um trabalho individual relativo a países diferentes sobre o IDH desse país. Esta segunda opção exige sala com computadores.

Concluindo a escola portuguesa ainda está longe das condições facultadas pelos países mais desenvolvidos para a prática do ensino.

Olhando agora para os fatores realçados por Paulo Guinote que explicam a falácia da comparação com a Finlândia, temos de acrescentar este. Será que podemos comparar o ensino em Portugal, ainda com recursos informáticos limitados com países em que as salas de aulas já estão todas equipadas com material informático? Claro que não, este é mais um constrangimento do ensino em Portugal que condiciona um ensino com a tecnologia disponível no século XXI e motivadora para os alunos que já usam essa tecnologia no dia a dia.

Rui Ferreira


Fonte: JN

 

COMPARTILHE

1 COMENTÁRIO

  1. Sim vai reforçar em 2030.
    O governo nem os €€€ dos cursos profissionais manda para as escolas quanto mais reforçar a internet!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here