Home Escola A palavra ao Diretor do Agrupamento de Escolas Francisco de Arruda

A palavra ao Diretor do Agrupamento de Escolas Francisco de Arruda

3140
16

O ComRegras publicou uma denuncia na qual contemplava que o diretor do Agrupamento de Escolas Francisco de Arruda, tinha marcado conselhos de turma de avaliação e vigilâncias em simultâneo, o que é uma manifesta ilegalidade.

Diretor convoca professores para vigilâncias e conselhos de turmas de avaliação em simultâneo

O diretor Mário Godinho, respondeu através de um comentário no respetivo artigo. Como esta casa é defensora da verdade e dará sempre direito ao contraditório, fica o respetivo comentário para que todos o possam ler.


Sendo visado pela notícia veiculada anonimamente (sou um perigoso diretor, conhecido por perseguir colegas…), lamento que o assunto tenha tido um tratamento absolutamente desleal porquanto não se trata de nenhuma prática instituída no meu Agrupamento, mas antes um erro cuja responsabilidade assumo publicamente, sem quaisquer consequências práticas lesivas de ninguém, e que é simples consequência do fazer e refazer constante de calendários de reuniões. Em causa está uma docente que efetivamente já estava há muito convocada como professora coadjuvante de PLNM e que por lapso (como já referi) não me apercebi ter remarcado uma reunião de um conselho de turma a que pertence para a mesma hora. Confesso o “crime”. Não sei contudo, se não teria sido mais decente, para quem teve um olhar tão perspicaz, não ter tido a lealdade de me procurar (ou à minha equipa) e de ter alertado antecipadamente para o problema?

Quanto a marcar conselhos de turma entre as 8:00 horas da manhã, com termo às 20:00 horas, tive ocasião de explicar aos colegas que pretendia apenas cumprir o período máximo de 48 horas que devo cumprir para convocar de novo um conselho de turma não realizado. Estarei a cometer alguma ilegalidade?

Mário Godinho
Diretor do Agrupamento de Escolas Francisco de Arruda

16 COMMENTS

  1. Se houve erro, ficou esclarecido. Porém, percebo que a colega tenha dado notícia, pois estamos em luta. Os professores nestas condições têm de se manter em estado de alerta. Os ataques à classe vêm de todos os lados, num momento assim como se pode destrinçar um engano?
    Espero, sinceramente, que a/o professor/a não sofra represálias.

  2. Se a colega não foi junto de quem de direito saber o que se passava, e parece que foi lapso, não procedeu bem. Nesta, e noutras lutas, não vale tudo. Atenção que estou na luta.

  3. É neste momento de luta que vem à tona a prepotência autoritária de muitos diretores e diretoras, cuja gestão, na sua maioria, acabou com a escola pública democrática. Depois da luta pela reposição do tempo de serviço, é necessário iniciar a luta pela reposição de uma gestão democrática e participativa nas escolas.

  4. Resposta decente e esclarecedora.
    Tem razão o sr. director quando pergunta sobre as horas das reuniões. Muitas escolas estão em exames e não há como marcar CTs dentro das 48h previstas, sem atropelar ainda mais a lei.

    Eu entendo que, em caso de sobreposição, se deve marcar as reuniões depois, mesmo que seja depois das 48h, dado que o serviço de exames está primeiro.

  5. Resposta decente e esclarecedora q.b.
    Tem razão o sr. director quando questiona se as 48h são para cumprir.

    Se o serviço de exames tem prioridade, pois as reuniões devem ser adiadas para quando for possível, para não atropelar ainda mais a lei e não haver “dispensas” ilegais.

  6. A luta é contra um “sistema”que nos desvaloriza, nos falta ao respeito , nos mente, nos engana….já desde há muito tempo e não entre professores.
    Comentários que desvirtualizam a “luta” só fazem com que enfraqueça.
    A Escola publica democrática somos NÓS !!!
    O estado de alerta é para outras guerras, a nossa luta não é uma guerra, é uma reinvindicaçao justa do que é nosso por direito.
    Não vale “ partir”, não vale politizar, não vale seguir caminhos individuais. Só assim valerá a pena….

  7. O Diretor Mário Godinho do Agrupamento de Escolas Francisco Arruda merece o maior respeito pelas suas atitudes diárias e pela forma nobre como desempenha esta profissão.
    É eticamente repugnante condenar publicamente pessoas sob anonimato e os responsáveis pelo blogue não deveriam fazer tais publicações com tamanha leviandade. Posso ainda acrescentar que
    certamente não gostaria de ter o(a) autor(a) da difamação como diretor(a).
    Por outro lado, a luta dos professores também não é merecedora de atitudes difamatórias deste tipo. Não vale tudo!
    Olga Ferreira

    • O ComRegras não publicou de ânimo leve. Pediu comprovativos do sucedido. Foi um lapso, já toda a gente percebeu. Percebo o descontentamento do diretor, mas não aceito responsabilidades de algo incorreto, pois inclusive dei direito só contraditório.

  8. Por favor, não comentem o que não conhecem. Eu trabalho neste agrupamento que ao contrário do que alguém aqui publicou, considero “meu”, uma vez que é por ele que “deixo de dormir” e tento melhorar a cada dia. quanto mais o nosso diretor que não se poupa a esforços para melhorar o “nosso” agrupamento, e garanto-vos que, se há algo que não conheci por lá é esse tipo de “exploração”. Os colegas devem é ter mais tento nos “dedos” e, se postarem algo que envolva o bom nome de alguém, fazerem acompanhar esse post por um nome. Assim, esse será credível, caso contrário, tem o valor da cobardia de alguém. Já agora será que os comentários anónimos vão ganhar um nome? Haja frontalidade.
    Penso que já chega!
    Não me refiro a esta situação que, provavelmente foi originada pela ignorância de alguém. Digo isto em nome das desonestidades, quando alguém tenta fazer o seu trabalho de forma correta e logo algum “iluminado” critica, com medo que, devido à responsabilidade de outro o façam trabalhar mais alguns minutos ou o obriguem a esforçar-se um pouco mais.
    SOMOS PROFESSORES caros colegas. Os nossos alunos aprendem a ser alguém connosco.
    Duvidam?
    será que não é nossa função educar e transmitir valores?
    Aproveito isto, uma vez que vai ser visto por muitos para alertar que, como professores, devemos tentar ser, para além de profissionais (esta desculpa de não fazer isto ou aquilo porque se é profissional é velha mas pouco profissional), educadores, porque os nossos alunos passam mais tempo connosco do que com a família.
    Sim é verdade, Querem uma sociedade diferente? Comecem por mudar a vossa própria postura no trabalho. Não sejam só profissionais, sejam honestos, não deitem o vosso colega abaixo só porque ele é bem visto pela comunidade educativa, Não o destruam só porque ele tem sucesso, na sua lida diária com os alunos. Olhem, isso sim, para a sua disponibilidade, para as horas que dá de si aos alunos, não a uma escola nem ao “estado”… Triste forma de ridicularizar!
    Damos o nosso tempo e a nossa dedicação aos nossos alunos que são a razão de existirmos, são a nossa “VOCAÇÃO”! Ou será que já ninguém vem para a escola por vocação?
    Estas são somente palavras de alguém que, muito frequentemente se engana, bastante preocupado com os “seus” alunos. Sim, seus porque não são alunos do estado, é comigo que passam um monte de horas por dia e, se sou criticado pelos meus próprios colegas por me preocupar demasiado com eles, é por amor às crianças que me são confiadas e, como qualquer pai erra, mesmo amando incondicionalmente os seus filhos, também eu, como um mero e simples professor cometo o mesmo crime, mas uma coisa é certa, e isso, por muitas críticas que os meus colegas me façam, aqueles que mais me deveriam ajudar, ninguém me pode tirar, ver a transformação que opero neles e a forma como eles me abraçam quando chegam à escola, pela manhã. Isso, por muito que me critiquem, vai-me dar motivos para continuar a preocupar-me demasiado com eles, mesmo mais que muitos dos pais que falham mais do que deveriam!

    • Muito bem Luís!! Tomara que todos os agrupamentos fossem tão democraticamente geridos e no melhor interesse dos professores e dos alunos… sem pressão, apenas apontando sempre para a melhoria, porque o caminho é em frente!! Parabéns ao Prof. Mário Godinho é ã equipa que diretamente o suporta!! Somos felizes aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here